ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  23    CAMPO GRANDE 30º

Capital

Quatro são presos em flagrante com 320 tabletes de “amostras” de maconha

A droga estava dividida em 242 quilos e seria levada para possíveis compradores

Por Mariana Rodrigues | 12/03/2021 10:57
Os tabletes de maconha estavam em um barril e seriam usados como amostras para negociar vendas em Campop Grande. (Foto: Divulgação PM)
Os tabletes de maconha estavam em um barril e seriam usados como amostras para negociar vendas em Campop Grande. (Foto: Divulgação PM)

Quatro pessoas foram presas em flagrante com 242 quilos de maconha escondidos em um galpão no Bairro Itamaracá em Campo Grande, na manhã desta sexta-feira (12). Um dos envolvidos veio de Amambaí, cidade distante a 360 quilômetros de distância de Campo Grande, para negociar a droga com possíveis compradores.

Conforme informações policiais, equipes da 11ª Companhia Independente da Polícia Militar, abordaram um Toyota Corolla preto conduzido por um homem de 32 anos e uma passageira de 26 anos, em revista no interior do carro foi encontrado um tablete de maconha no porta-luvas.

O motorista contou aos policiais que veio de Amambaí e teria a função de realizar a distribuição de pequenas porções de drogas, conhecidas como “amostras” para possíveis compradores em Campo Grande.

Com ele foi encontrada a chave de um hotel em que estava hospedado, esse hotel fica na região do Bairro Alves Pereira. Na recepção os policiais foram informados que havia mais uma pessoa no quarto, um homem de 30 anos. Esse homem, ao ver os policiais começou a quebrar seu aparelho celular pois teria várias conversas com o motorista do Corolla sobre as negociações de possíveis compradores. No quarto do hotel foi encontrado mais um tablete de maconha.

Os dois homens decidiram colaborar com os policiais e informaram onde estava o carregamento da maconha que eles tentariam negociar em Campo Grande. O local informado foi um galpão no Bairro Itamaracá, onde ficam diversos caminhões.

De acordo com informações policiais, no local foram encontrados 320 tabletes de maconha escondidos em um barril, porém não havia ninguém no galpão. Populares informaram aos policiais que um caminhão havia acabado de sair do local e que isso não era comum por ser muito cedo, 6h.

Em apoio, o Canil do Batalhão de Choque da Polícia Militar encontrou o caminhão na Avenida Gury Marques, estacionado no pátio de um posto de combustíveis, o condutor de 35 anos, disse que era o proprietário do galpão. Ao ser questionado sobre ter saído tão cedo, fato relatado como incomum, o mesmo entrou em contradições.

Em primeiro momento disse que recebeu informações de um funcionário para tirar o caminhão do galpão pois tinha “coisa errada lá”. Logo depois mudou a versão dizendo que encontrou o caminhão abandonado na via.

Não foi encontrado documento do caminhão. O Corolla e a droga foram entregues à Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico), o caminhão ficou no pátio do posto. Não há informações para onde seria levado. As quatro pessoas foram levadas para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Cepol por tráfico de drogas e associação criminosa.


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário