A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019

21/10/2012 16:23

Rapaz atingido por dois tiros foi cobrar dívida de R$ 3 mil

Viviane Oliveira e Paula Vitorino

Everton Alves Martins, 23 anos, que levou dois tiros neste sábado, foi cobrar uma dívida no valor de R$ 3 mil. De acordo com a mãe dele, Damiana Alves da Rocha, 48 anos, o filho vendeu um Chevette e ao ir cobrar a dívida foi vítima de uma tentativa de homicídio.

Damiana relata, que o filho vendeu o carro há 4 meses para um rapaz identificado por ‘Judite’ que mora no Vida Nova, mesmo bairro da vítima.

“Ontem ele foi na casa do rapaz cobrar a dívida e acabou discutindo com o devedor. No caminho quando voltava para casa de bicicleta foi atingido com dois tiros por uma dupla de moto”, disse.

Para a família, a vítima disse que um dos rapazes que estava na moto é Wellington, irmão de Judite, homem para quem ele vendeu o veículo. Mesmo ferido, Everton pedalou até a casa da mãe e caiu na varanda.

Os disparos atingiram a vítima no ombro e no quadril. O rapaz foi socorrido pelos vizinhos e levado até o posto de saúde do Nova Bahia e posteriormente transferido para a Santa Casa. O rapaz passou por uma cirurgia e não corre risco de morte.

A Polícia Militar chegou a procurar o suspeito na casa onde mora, também no bairro Vida Nova, mas ele não foi localizado.

Após cobrar dívida, jovem é atingido por dois tiros no Vida Nova
Everton Alves Martins, 23 anos, foi atingido com dois tiros neste sábado, enquanto estava na varanda de casa, no bairro Vida Nova, em Campo Grande. S...
Homem é socorrido em festa com faca cravada nas costas e levado a hospital
Um homem de 39 anos deu entrada no pronto-socorro da Santa Casa de Campo Grande na tarde deste domingo (13) com uma faca cravada em suas costas, resu...
Subsecretaria abre inscrições para curso de Voluntariado em Campo Grande
A Subsecretaria de Políticas para a Juventude de Campo Grande realizará seleção de voluntários jovens para participarem de curso de voluntariado que ...


Se a policia militar fizesse o "dever de casa", ou seja, sistemáticas abordagens e revistas minuciosas em indivíduos em dupla em motocicletas, em bares da periferia, não existiriam assaltantes, ladrões, homicidas nas ruas. Façam patrulhamento pois essa é a razão da existência da PM.
 
paulo donovan seturion em 21/10/2012 21:03:46
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions