A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

22/04/2013 17:28

Rapaz de 20 anos morre em clínica e família suspeita de overdose

Nadyenka Castro e Helton Verão
Rafael era usuário de drogas e morreu nesse domingo. (Foto: Reprodução/ Arquivo de família)Rafael era usuário de drogas e morreu nesse domingo. (Foto: Reprodução/ Arquivo de família)

Um rapaz de 20 anos morreu na noite desse domingo em uma clínica para pacientes psiquiátricos e a família suspeita de overdose. A Polícia Civil investiga o caso como morte a esclarecer. A unidade de saúde afirma que foi prestado todo o socorro necessário.

“A gente quer que seja investigado se foi overdose, lícita ou ilícita”, fala o representante comercial Paulo Sérgio de Oliveira, 61 anos, pai de Rafael Guimarães de Oliveira, referindo-se à ingestão de entorpecentes ou de medicamentos.

Abalado, Paulo conta que o filho era usuário de drogas e morava em outro município. No início do mês, a namorada de Rafael e o jovem pediram ajuda para que ele fosse internado.

A família então decidiu interná-lo em uma clínica de Três Lagoas. A unidade de saúde pediu exames e Rafael, conforme Paulo, foi levado à Clínica Carandá, em Campo Grande.

De acordo com o representante comercial, um dia depois o filho fugiu, mas, foi encontrado por ele e aceitou voltar à Clínica Carandá.

Do dia 12 até esse domingo, 21, Paulo diz que questionava a clínica diariamente sobre os exames e a última informação que recebeu foi que estariam prontos nessa segunda ou na terça-feira.

Paulo, pai de Rafael diz que filho não tinha problemas de saúde. (Foto: Marcos Ermínio)Paulo, pai de Rafael diz que filho não tinha problemas de saúde. (Foto: Marcos Ermínio)

Pouco antes das 17 horas de ontem, Paulo ligou para saber do filho e foi informado de que estava bem, mas agitado. Por volta das 18h50 soube que o filho tinha tido uma parada cardíaca e morrido.

A Clínica Carandá informou que quando o rapaz passou mal, acionou socorro e Rafael foi levado ao Hospital Miguel Couto. De acordo com Paulo, o filho chegou morto ao local.

O representante comercial afirma que o jovem não tinha problemas de saúde e que foi contada a ele três versões sobre a morte. “Senti algo de errado. Me passaram três horários diferentes”, fala. “Para mim, ele foi desovado lá”, disse sobre o hospital.

A Clínica Carandá afirma que prestou todo o socorro necessário e que só irá se manifestar sobre a suspeita da família, de overdose, após conclusão de laudo.

Ação oferece serviço especial na UBSF do Tarumã nesta terça-feira
A UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do Tarumã promove nesta terça-feira (12) diversas atividades voltadas para a promoção de saúde da populaç...
Prefeitura e Sebrae fazem estudo em lojas para revitalizar rua 14 de Julho
A prefeitura de Campo Grande a o Sebrae de Mato Grosso do Sul estão realizando na rua 14 de Julho, Centro da cidade, um estudo técnico em 230 lojas, ...
Mau atendimento e buracos em pista atrapalham alunos em prova do Detran
O mau atendimento prestado por alguns dos examinadores e buracos presentes na pista de provas do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato...


Muito Triste,Rafa era uma pessoa Muito Alegre,encantava a todos com o seu sorriso,Meus Pesames a Familia,Q Deus conforte os Corações de vcs
 
Naiara Figueredo em 12/08/2013 23:22:08
Antes de comentar asneiras e fazer julgamento sem conhecimento de causa lembro
1: o drogado (crack e cocaína) tem 20 vezes mais chances de ter infarto agudo que uma pessoa normal.
2: a vida média de um drogado é de 10 anos.
3: 30 vezes mais chance de ter embolia pulmonar fatal.
4: Voces não imaginam o que é operar um drogado, faz arritmias o tempo todo, altera pressão, é um risco intenso.
5: Para quem é fumante, apenas 20% consegue parar de fumar, agora imagina um viciado em crack??? ( é 100 x mais dificil).


Enfim, temos que acabar com os traficantes, tentar tratar da melhor forma possível do viciado As Ordens.
 
Dr. Paulo Ricardo em 23/04/2013 10:53:25
não posso afirmar nem generalizar, mas já ouvi falar que lá ele deixam entrardrogas sem que a familia dos pacientes saibam... muito triste, pois é o olho da cara e ainda nuam se poder confiar na clinica??
 
fabiana campos em 23/04/2013 10:53:10
Não é a primeira morte que ocorre nesta clinica. Cobram o olho da cara, mas não possuem a estrutura necessaria para tratamento de pacientes ususarios de drogas, que são literalmente dopados o tempo inteiro. Já houve inclusive casos de suicidio dentro da referida clinica. É importantissimo que haja uma investigação para ver se a clinica atende corretamente aos seus pacientes e se pode ser considerada uma clinica de respeito para os fins a que se destina.
 
paulo evaristo em 23/04/2013 10:01:58
Queridos Paulo e Meire: Lamentamos profundamente a perda que vocês estão tendo. Eu e minha esposa abraçamos vocês nesse momento de dor e queremos estar com vocês. Queremos fazer contato, você pode me ligar(9974-8261) por gentileza ou me passar o seu contato?
Que o Espirito santo de Deus que tem poder para consolar e aliviar a dor, esteja sobre a tua vida meu querido.
Abraço
Pr. Djalma Albuquerque
 
Djalma Albuquerque em 23/04/2013 09:09:45
Gente que absurdo,a família tem que investigar sim.........meus sentimentos a esses pais..Deus conforte seus corações nesta hr taun difícil.....
 
Daguimar Cardoso em 23/04/2013 01:08:55
concerteza a clinica matou seu filho ...overdose de medicamentos pode ter certeza.
decerto ele ficou amarrado e sendo drogado , passando a fica mais de 8 horas sem alguem ver o paciente ! eu sei pq ja aconteceu comigo, e Juberti a batata vai assa dessa vez , te cuida, deus vai faze justica
 
leandro souza em 22/04/2013 22:45:06
Três versoes, três horarios e ainda querem que seja normal ? Rafa eu lutarei junto com a sua familia pela justiça ! Vai fazer falta meu anjo, vai com Deus.
 
Laura Sandim em 22/04/2013 18:33:40
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions