A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

19/01/2011 23:59

Rapaz que roubou filho do prefeito participou de homicídio na Vila Margarida

João Humberto

O jovem Deivison Silva Trajano, de 20 anos, é acusado de ter participado do assassinato de Emerson Borges Gonçalves, no dia 3 de dezembro do ano passado, por volta das 23h30, na região da Vila Margarida. O caso homicídio foi esclarecido por policiais da 3ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande.

Quando foi assassinado, Emerson estava em uma moto acompanhada da namorada de 15 anos. Ele levou três tiros na cabeça e bateu o veículo contra o muro de uma borracharia, morrendo na hora.

Sua namorada teve ferimentos e foi socorrida a um hospital, sendo liberada dias depois. Em entrevista ao Campo Grande News, um dia depois do crime, o pai da vítima, Adair Gonçalves, de 55 anos, disse não saber o que poderia ter motivado o crime, mas admitiu que o filho era agressivo.

O crime foi praticado por Deivison Silva Trajano em companhia de um adolescente que efetuou os disparos. Segundo as investigações os autores estavam numa moto e seguiram o casal, cujo crime ocorreu por ciúmes, já que a vítima havia ameaçado o adolescente, que era ex-namorado da adolescente.

Cópia do inquérito foi encaminhada para a Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude) para apurar a conduta atribuída ao adolescente que efetuou os disparos contra Emerson, enquanto Deivison será processado por ter maioridade penal.

Prefeito e lotérica - Deivison também é acusado de ter assaltado a Lotérica São Francisco no dia 3 deste mês, na companhia de Erivaldo Costa da Silva, de 30 anos. Após o roubo no bairro São Francisco, a motocicleta usada na fuga, uma Titan vermelha, placas HTW-7942, foi encontrada em um lava-jato na região do bairro Nova Lima. Em seguida, Deivison foi localizado.

Ele confessou o crime e revelou a participação de Erivaldo no assalto. O comparsa foi preso em casa, na Vila Margarida. Na residência ainda foram encontrados o revólver calibre 38 utilizado no roubo e R$ 875 dos R$ 4 mil que foram levados da lotérica.

Em 2009, Deivison foi preso durante investigação do assalto à casa do prefeito Nelsinho Trad. Uma semana antes, o filho do prefeito, Nelson Trad Neto, foi roubado na porta da residência.

De acordo com a acusação, Deivison roubou o filho de Nelsinho, mas os casos estão relacionados. Ele foi solto em agosto de 2009. Em outubro do ano passado, ele voltou a ser preso. Desta vez por porte ilegal de arma.

Garras divulga prisão de dupla que assaltou lotérica no São Francisco
A dupla que assaltou a Lotérica São Francisco, em Campo Grande, na última segunda-feira já está presa. De acordo com o Garras (Grupo Armado de Repres...
Bandidos invadem lotérica no São Francisco e roubam R$ 4 mil
Dois bandidos portando um revólver invadiram hoje, às 18h, uma casa lotérica localizada o bairro São Francisco, em Campo Grande. Eles roubaram R$ 4 m...
Namorada de rapaz assassinado na Vila Margarida será interrogada
O Boletim de Ocorrência da morte de Emerson Borges Gonçalves, de 26 anos, chegou ontem na 3ª DP (Delegacia de Polícia) da Capital e o delegado Dimitr...


e ainda querem recuperar, um marginal desse com uma ficha dessa, que me desculpem os familiares mas uma pessoa dessa tem que leva e bala, e muita bala.
 
joel lara em 20/01/2011 12:53:00
Concordo com o Joel, mas como a policia não pode nem apontar mais a arma para abordagem conforme os DIREITOS HUMANOS e esse marginal não tem mais recuperação mesmo e ficar por conta do ESTADO (que é uma mentira pois quem acaba pagando mesmo é a sociedade de bem) a solução seria como nos paises árabes onde corta-se as mãos e devolve para a família, "QUEM PARIU MATEUS QUE EMBALE".
 
Douglas Ruiz em 20/01/2011 09:59:14
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions