A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Janeiro de 2018

22/05/2013 11:38

Rapaz tem dia de fúria e espanca quatro pessoas no Parque Lageado

Francisco Júnior e Paula Maciulevicius
Claudio Silveira sofreu vários ferimentos pelo corpo. (Foto: Simão Nogueira)Claudio Silveira sofreu vários ferimentos pelo corpo. (Foto: Simão Nogueira)

Mário Barbosa Valadão, de 25 anos, foi preso na manhã desta quarta-feira (22) após agredir quatro pessoas no Parque Legeado, em Campo Grande.

A primeira vítima do rapaz foi Claudio Silveira Costa, 57 anos. Ele conta que seguia de bicicleta pela rua Francisco Maia, quando foi ameaçado pelo agressor. “Ele disse que iria me pegar”.

Segundo a vítima, o rapaz a tentou por três vezes abordá-la, manobrando o carro em sua direção. “ Ele desceu do carro e começou a me bater. Ele falava que iria me matar”, relata.

Costa sofreu ferimentos em várias partes do corpo. Ele teve que ser levado para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro Universitário.

“É impressionante. Foi sem motivo. Eu saí na rua, um cara que eu nunca vi, que nunca me viu, vem me batendo”, diz indignado.

Odenir de Oliveira da Silva, 57 anos, também foi vítima da fúria do rapaz. Ele havia saído de casa para comprar pão quando foi atacado pelo agressor. “Ele jogou uma pedra em mim, deu vários chutes. Eu não o conheço, ele estava fora de si para fazer isso. Eu não conheço esse rapaz”, afirma.

Odenir teve parte das roupas rasgadas por Mário, que ainda agrediu mais dois rapazes, um de 18 anos e outro 20 anos.
O agressor foi contido por populares, que acionaram a Polícia. Ele foi encaminhado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Piratininga.

Mário vai responder por lesão corporal dolosa.

O pai dele esteve na delegacia para se interar do ocorrido. O técnico em enfermagem, que não quis se identificar, conta que o filho estava dormindo na casa do tio para cuidar do local. Segundo ele, o filho estava acompanhado de outros quatro rapazes no imóvel e que haviam ingerido bebida alcoólica.

O pai acredita que o filho estava bêbado quando agrediu as pessoas. “Ele devia estar embriagado e houve esse dia de fúria”, diz.



Bebedeira não justifica tamanha covardia. Muito honrosa a iniciativa dos populares em conterem esse agressor. Tenho certeza que o Doutor Delegado do titular da DEPAC vai oferecer denúncia para que esse infrator seja condenado e passe longos anos na carceragem. Agressão à pessoas mais velhas é um absurdo!
 
Adriano Humberto Ferreira de Souza em 22/05/2013 14:21:33
pensei que era um deficiente mental mas é só a marvada pinga então!!!!!!
 
ellen nogueira em 22/05/2013 12:30:21
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions