A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

08/03/2013 12:55

RDM fecha 2 postos do IPTU e há 3 meses não recebe da prefeitura

Aline dos Santos e Mariana Lopes
Agora, RDM só atende na sede, localizada na região central. (Foto: Vanderlei Aparecido)Agora, RDM só atende na sede, localizada na região central. (Foto: Vanderlei Aparecido)

A RDM, empresa terceirizada que recebe débitos de IPTU com a Prefeitura de Campo Grande, fechou dois pontos de atendimento e já tem data para encerrar os trabalhos em definitivo. A primeira situação decorre de exigência do MPE (Ministério Público Estadual). Já o fim das atividades pode acontecer se o poder público não normalizar o pagamento atrasado há três meses.

De acordo com o proprietário da RDM Recuperação de Créditos Ltda, Gerson Araújo, a empresa tinha postos na Emha (Agência Municipal de Habitação) e na Central de Atendimento ao Cidadão William Maksoud. Contudo, a permanência nos prédios públicos é questionada pelo MPE, pois a empresa não paga aluguel e não há previsão contratual para ter postos de atendimento nesses locais.

Os 12 funcionários que trabalhavam nos dois postos foram remanejados para a sede da empresa, localizada na esquina das ruas Dom Aquino com Rui Barbosa, no Centro.

Além da pressão do Ministério Público, a RDM não recebe da Prefeitura. Gerson relata que já protocolou ofício informando que fecha as portas em 22 de abril. Para rescindir o contrato sem multa, a empresa precisa informar a Prefeitura e manter funcionamento por 90 dias. A multa é de 3% sobre o valor global do contrato, que é de R$ 9 milhões.

Os valores pagos pelos contribuintes vão direto para o poder público, a quem cabe remunerar a RDM pela prestação do serviço. Gerson Araújo descarta tomar medida jurídica contra a Prefeitura e diz que vai tentar o diálogo para normalizar o cumprimento do contrato.

Na entrada da Central do Cidadão, cartaz informa que local não recebe contas com código de barras. (Foto: Vanderlei Aparecido)Na entrada da Central do Cidadão, cartaz informa que local não recebe contas com código de barras. (Foto: Vanderlei Aparecido)

Ele também já encaminhou documento para Secretaria Municipal de Receita solicitando autorização formal para manter os postos de atendimento na Emha e Central do Cidadão. Em 27 de outubro de 2009, a RDM venceu licitação para cobrar os débitos em atraso por cinco anos. Ou seja, até 2014.

O primeiro contrato data de 2001. Por duas vezes a modalidade de cobrança foi questionada em âmbito judicial, mas a Justiça garantiu a legalidade da parceria. A terceirização da cobrança da dívida ativa é autorizada por lei municipal.

Central do Cidadão – De acordo com a coordenadora da Central de Atendimento ao Cidadão, Bianca Rodrigues, o material de trabalho dos funcionários da RDM foram retirados na noite de ontem e, nesta sexta-feira, ninguém apareceu para informar o motivo.

Na central, localizada na rua Cândido Mariano, os servidores recebem apenas pagamento de contas sem código de barras, pois a máquina era da empresa terceirizada. O IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) que está em dia pode ser pago em bancos e lotéricas. Já os débitos em atraso são recebidos na sede da RDM.

Abstenção em concurso da Câmara Municipal da Capital passa dos 30%
O domingo (17) foi de provas para milhares de campo-grandenses, tanto na manhã como no período da tarde, no concurso da Câmara Municipal, que segundo...
Com forte dores, mulher reclama de falta de atendimento em UPA
Mesmo apresentando fortes dores e inchaço na região do estômago, sem conseguir comer a três dias, uma mulher que procurou atendimento na UPA (Unidade...
Problema rotineiro, chuva causa alagamentos no bairro Cidade Morena
A chuva que atingiu Campo Grande no fim da tarde deste domingo (17) causou vários problemas à população, desde alagamentos a problemas estruturais em...


Como ele mesmo dizia! Dinheiro tem, é só saber administrar....
 
Claudio Vieira em 08/03/2013 23:40:59
E esta empresa deve estar repassando as despesas aos que parcelaram o IPTU, pois meu parcelamento, em três meses passou de R$54,00 para R$75,29 os valores das parcelas.
 
Luciano Silgueiros em 08/03/2013 22:55:20
Acorda Bernal !!! Para de picuinha e faz o que prometeu na campanha. Voce esta acabando com a prefeitura de Campo Grande.
 
Jose Batista em 08/03/2013 21:42:22
Pessoal.. o que será que está acontecendo? Credo!!!!!
 
Gilson Giordano em 08/03/2013 21:07:45
Eu concordo plenamente com o fechamento de empresa tercerizada,para cobrança do impostos atrasados,pois não ha dialogo com a empresa que não é pública e minha divida é com a prefeitura que tem que dar para o povo condições para pagameto,e caso não ocorra,tenho como discutir direto com a prefeitura, que é responsavel pelo imposto,e com isso é até economia para os cofres públicos,ficam tercerisando uma cobrança que é pública e o povo já esta cansado disso,
 
luiz carlos santos messias em 08/03/2013 18:53:31
Mais uma empresa que a prefeitura não paga, brincadeira em Bernal.
 
Jonas Dias em 08/03/2013 16:04:15
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions