ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEGUNDA  15    CAMPO GRANDE 28º

Capital

"Rei da Fronteira" preso, Fahd Jamil passa por 2ª cirurgia em 3 meses

O octogenário usa tornozeleira eletrônica e não tem escolta policial

Por Aline dos Santos | 13/07/2021 10:11
Fahd Jamil foi colocado em prisão domiciliar após pagar quase R$ 1 milhão de fiança. (Foto: Reprodução)
Fahd Jamil foi colocado em prisão domiciliar após pagar quase R$ 1 milhão de fiança. (Foto: Reprodução)

Em três meses de prisão, atualmente na modalidade domiciliar, Fahd Jamil, 80 anos, passou por segunda cirurgia. Conforme apurado pela reportagem, o procedimento foi na coluna, realizado na semana passada e ele já retornou para a casa, em Campo Grande.

Decisão da 1ª Vara Criminal de Campo Grande autorizou que o preso fosse acompanhado pela filha durante o período de internação hospitalar.

Alvo da operação Omertà, Fahd Jamil, conhecido como “Rei da Fronteira”, é réu por organização criminosa, tráfico de arma de fogo, obstrução de Justiça, corrupção e homicídio. Após dez meses foragidos, ele se entregou à polícia na manhã de 19 de abril, no Aeroporto Santa Maria, na Capital

Durante a prisão no Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros), que durou 51 dias, ele precisou fazer cirurgia de urgência no coração. O procedimento cirúrgico foi realizado no mês de maio.

Para ter direito à prisão domiciliar, o Rei da Fronteira pagou fiança de R$ 990 mil e é monitorado por tornozeleira eletrônica. Com o monitoramento, as saídas dele não são acompanhadas por escolta policial.

Segundo a defesa, "Fahd Jamil sofreu uma queda no mês passado, já em sua residência em Campo Grande, que resultou em fortes dores na região lombar. Com autorização judicial, os exames realizados indiciaram fratura de vértebra lombar. Novamente com autorização judicial, o Sr. Fahd Jamil foi submetido a cirurgia no dia 8 de julho. No dia seguinte, tendo recebido alta do hospital, retornou imediatamente a sua residência".

Nos siga no Google Notícias