ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEXTA  19    CAMPO GRANDE 27º

Capital

Reinaldo Azambuja toma dose de reforço e convoca população para se vacinar

Ele havia recebido a primeira e segunda de Astrazeneca nos dias 5 de maio e 5 de julho e hoje, recebeu Pfizer

Lucia Morel e Jhefferson Gamarra | 17/11/2021 16:37
Azambuja recebendo a dose de reforço nesta tarde. (Foto: Kísie Ainoã)
Azambuja recebendo a dose de reforço nesta tarde. (Foto: Kísie Ainoã)

Com 58 anos, o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), tomou hoje a dose de reforço da vacina contra covid-19. Ele havia recebido a primeira e a segunda de Astrazeneca nos dias 5 de maio e 5 de julho e nesta tarde, foi imunizado com a Pfizer.

Defensor da vacinação contra a doença desde o início, Azambuja reafirmou que “vamos vacinar!”, reforçando que não pode ocorrer no Brasil, o que tem acontecido em países da Europa, com novos lockdowns, porque muitas pessoas não se vacinaram. “A vacina é o antídoto”, reforçou.

Ele lembrou que é ela quem pode impedir um novo quadro de aumento da doença e que há 83 mil sul-mato-grossenses que não tomaram a primeira dose; 79 mil estão sem a segunda e 216 mil sem a terceira. “Nós temos mais de 500 mil doses disponíveis que podem ser aplicadas”, afirmou.

O governador ainda disse que atualmente, as mortes que continuam ocorrendo em Mato Grosso do Sul por conta da covid-19 são de pessoas que não foram imunizadas. “Vacina é ciência, não é política”, analisou, finalizando que a imunização é a saída para que todos possam comemorar em paz as festas de fim de ano e até mesmo o Carnaval.

Para ele, a imunização é a principal forma de luta contra a covid-19 e lembrou ainda o bom desempenho do Estado na imunização, apresentando uma das melhores coberturas do Brasil. Atualmente, 85,31% da população que é público-alvo está imunizada com duas doses necessárias. Na dose de reforço, o percentual é de 53,18%.

Nos siga no Google Notícias