ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEGUNDA  15    CAMPO GRANDE 18º

Capital

Ruas destruídas pela chuva já fizeram gente abandonar o Ramez Tebet

Em dia de enxurrada, vias do local parecem rios de corredeiras

Jones Mário e Guilherme Correia | 21/02/2020 12:42
Conduzir carrinho de bebê é desafio ingrato nas ruas do Ramez Tebet (Foto: Silas Lima)
Conduzir carrinho de bebê é desafio ingrato nas ruas do Ramez Tebet (Foto: Silas Lima)

Sem asfalto, ruas do bairro Ramez Tebet, região sul de Campo Grande, são tomadas pela água e mais parecem rios de corredeiras em época de chuvas intensas, como as destas quarta (19) e quinta-feira (20).

Rápida conversa com moradores do bairro e logo se descobre que há quem já deixou a região em busca de refúgio contra as enxurradas. Aqueles que ficaram improvisam barreiras e muretas em frente às casas para tentar evitar a entrada da água.

A força das precipitações fazem descer um sem-fim de sujeira das partes mais altas do bairro. Pedras, restos de construção e outros tipos de entulho fazem as vezes de asfalto em vias da região.

Segundo o comerciante Jorge Luís, a Rua Fidélis Bucker até recebeu serviços de patrolagem recentemente. Em vão.

“Na primeira chuva que deu, arregaçou tudo”, resumiu. Segundo ele, que vive há sete anos na região, motociclista e até uma criança chegaram a ser levados pela enxurrada de ontem.

A dona de casa Eva Cabral crava: “Estamos abandonados. Não olham para a gente”. Ela reclama ainda do cheiro forte de esgoto quando há alagamentos.

Entulho de construção faz as vezes de asfalto nas ruas da região (Foto: Silas Lima)
Entulho de construção faz as vezes de asfalto nas ruas da região (Foto: Silas Lima)
Alagamentos deixaram rastro de destruição no bairro da região sul (Foto: Silas Lima)
Alagamentos deixaram rastro de destruição no bairro da região sul (Foto: Silas Lima)

Já a professora Aldivina Espíndola relata que já encontrou até rato morto em meio às enchentes. “Aqui é sempre assim”, seguiu.

Conforme o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), foram registrados 63 milímetros de chuva nesta quinta, na Capital.

O índice é como se a lâmina d’água acumulada em uma caixa de 1 metro quadrado atingisse 6,3 centímetro de altura.

Nos siga no Google Notícias