A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

17/05/2016 19:03

Santa Casa apura possível 16ª morte deste ano por gripe suína em MS

Antonio Marques
A 16ª vítima do vírus H1N1 pode ter ido a óbito na Santa Casa de Campo Grande (Foto: Arquivo)A 16ª vítima do vírus H1N1 pode ter ido a óbito na Santa Casa de Campo Grande (Foto: Arquivo)

A 16ª morte causada pelo vírus da gripe (Influenza ou H1N1) em Mato Grosso do Sul pode ter ocorrido no final da manhã de hoje, 17, na Santa Casa de Campo Grande. Edevaldo Souza Prado, 57 anos, que foi internado na manhã do último dia 15, com os sintomas da doença, não resistiu e morreu por volta das 12 horas.

O Campo Grande News apurou que a coleta de fragmento para a realização de exame teria confirmado que o óbito fora provocada pela infecção do vírus H1N1.

O Hospital, por meio da assessoria de imprensa, confirmou a morte do paciente que estava em tratamento de pneumonia no CTI-2 (Centro de Tratamento Intensivo) desde a manhã de domingo. No entanto, o resultado do exame para comprovação da causa da morte só deve ser divulgada na manhã desta quarta-feira.

Se o exame da Santa Casa confirmar as informações obtidas pela reportagem, Edevaldo Souza Prado, que morava no Bairro Coophatrabalho, será a 16ª vítima da gripe influenza em Mato Grosso do Sul, considerando que, depois do último boletim epidemiológico da SES (Secretaria Estadual de Saúde) divulgado na quarta-feira, 11, em que indicavam 14 óbitos, já foi registrado uma vítima em Naviraí, no último dia 13.

Mesmo assim, balanço do Ministério da Saúde divulgado nesta segunda-feira (16) aponta Mato Grosso do Sul entre as 10 Unidades da Federação que tiveram menor cobertura vacinal em relação ao público-alvo.

*Editado às 21h50min para correções no texto.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions