A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 24 de Setembro de 2017

04/09/2017 23:55

Santa Casa estuda transferir pacientes da psiquiatria para outro hospital

Guilherme Henri
Entrada principal da Santa Casa de Campo Grande (Foto: Marcos Ermínio)Entrada principal da Santa Casa de Campo Grande (Foto: Marcos Ermínio)

A Santa Casa de Campo Grande estuda a possibilidade de transferir os pacientes que estão em seu setor de psiquiatria para o Hospital Nosso Lar. A medida seria tomada, caso a unidade de saúde feche as 10 vagas que possuí da especialidade.

A informação é da assessoria de comunicação da Santa Casa, que por meio de nota, esclareceu que “nada foi oficializado sobre o fechamento da ala de psiquiatria”.

Em contrapartida, a unidade de saúde admitiu que foi realizada reunião com a Comissão de Residência para a não abertura de novo concurso referente a vagas em 2018.

Sobre a possibilidade de fechamento da ala, a unidade justificou que, “o setor tem um custo de R$ 440 mil ao mês e o hospital recebe cerca de R$ 19 mil por mês (média dos últimos seis meses) para sua manutenção. Portanto a Santa Casa, que é apenas prestadora do serviço, é quem vem bancando em quase 100%. Para a existência e manutenção de um serviço é necessário seu financiamento, pois todos que trabalham precisam receber. Assim como seus insumos devem ser pagos e a Santa Casa não recebe tal financiamento para cerca de 95% dos custos realizados. Esta é a real causa da inviabilização do serviço”, explica.

Desfalque - A extinção das 10 vagas da unidade de saúde significaria a redução de 20% dos leitos que são ofertados pelos hospitais capacitados em oferecer o atendimento na área, considerando que no total, o município possuí apenas 52 vagas.

Questionada a Sesau (Secretaria de Saúde do Município) informou que não concorda com a medida e, por meio da coordenadoria desaúde mental encara a questão com preocupação, pois a medida pode prejudicar a assistência de pacientes que necessitam deste atendimento em especifico.

Por meio de nota, a secretaria ainda diz que “tem buscado insistentemente um entendimento com o hospital, justamente por conta da necessidade de se manter o atendimento à população. Inclusive, propôs aumentar em pelo menos 6 vezes o financiamento do serviço, entretanto o hospital se mantém irredutível”.

Hoje, além da Santa Casa, o município tem convênio com o Hospital Nosso Lar (30 leitos ) e Hospital Regional (12 leitos) para tratamento psiquiátrico.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions