A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

20/02/2014 12:20

Secretário de Saúde pretende até "importar" pediatras para resolver atendimentos

Luciana Brazil
Secretário não deu detalhes sobre plano de ação. (Fotos: Cleber Gellio)Secretário não deu detalhes sobre plano de ação. (Fotos: Cleber Gellio)

Para acabar com a insuficiência de pediatras na Capital, o secretário Municipal de Saúde, Ivandro Fonseca, informou na manhã de hoje (20) que um projeto sobre a pediatria já está em fase de estudo e será apresentado em maio deste ano. Uma das soluções em análise, segundo ele, seria importar profissionais para Campo Grande.

“Queremos trazer mais pediatras, mas tudo ainda está em fase de estudo por isso não posso oficializar”, afirmou Ivandro.

O secretário não deu detalhes de como o projeto será implantado, mas confirmou que o objetivo é suprir a demanda de atendimentos no setor.

Para ele, a carência destes profissionais na saúde pública não se dá por falta de pediatras e sim por má distribuição no setor. “São diversas especialidades, mas existe esse profissional no mercado. O número de médicos pediatras é suficiente e estamos conseguindo avançar”.

Conforme Ivandro, os indicadores do SUS (Sistema Único de Saúde) apontam redução de 20% nas reclamações da saúde feitas na Capital.

Evento- O secretário participou nesta quinta-feira (20) da inauguração do PAPE (Pronto-Atendimento de Pediatrico), que funcionará no Centro de Diagnóstico do IMPCG (Instituto de Previdência de Campo Grande), no bairro Amambai.

O espaço foi criado para oferecer atendimento médico aos usuários do Servimed, fundo assistencial dos servidores municipais.

O Pronto-Atendimento funcionará das 7 horas à meia noite e vai atender crianças de zero a 17 anos. Inicialmente, apenas os dependentes de servidores municipais serão atendidos, mas a diretora-presidente do IMPCG, Lilian Maksoud, espera fazer convênios e ampliar os serviços.

Apenas um pediatra fará o atendimento de urgência e emergência, em um plantão de seis horas, revezando com outros três profissionais.

Entre os 42 mil servidores, nove mil fazem parte da faixa etária que poderá ser atendida na unidade.

“O Servimed é um fundo assistencial privado, pago pelos servidores, como se fosse um plano de saúde. Por mês, o valor do desconto é de 3,5 %. Para o conjunto de dependentes do servidor são descontados mais 1,5%, independente do número de dependentes”, explicou Lilian.

O prefeito Alcides Bernal (PP), que também participou da solenidade de inauguração, afirmou que a criança do PAPE era motivo para congratulação, tanto do prefeito, quanto do Instituto (IMPCG).

Ele ainda disse se referiu ao Pronto-atendimento como um marco histórico na cidade. “Pela primeira vez toma-se uma atitude que vai impactar na saúde, que merece uma moção de congratulação não só para o prefeito, mas também para o Instituto”.

O médico e vereador Paulo Siufi (PMDB) afirmou que o local vai ajudar a desafogar os hospitais públicos e particulares. “Esse PAPE é um marco na saúde de Campo Grande e vai ajudar a desafogar os hospitais públicos e particulares”.



Só para maio! Tem que ser para ontem..
kkkkk
 
jorge nogueira em 20/02/2014 14:28:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions