A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

13/11/2017 14:19

Sem energia, quem busca Defensoria espera 8h por atendimento

No prédio localizado perto do Horto Florestal, pessoas que chegaram ás 5h não haviam sido atendidas às 13h

Kleber Clajus e Anahi Gurgel
Ao menos 200 atendimentos foram impactados pela falta de energia no órgão (Foto: André Bittar)Ao menos 200 atendimentos foram impactados pela falta de energia no órgão (Foto: André Bittar)

Ausência de energia elétrica, nesta segunda-feira (13), prejudica o atendimento no núcleo de família da Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul, em Campo Grande. A situação impacta 200 pessoas.

Sula Salina, 40 anos, aguarda na fila desde às 5h para resolver detalhes da pensão alimentícia. A dona de casa deixou claro que só deixa o órgão com a questão resolvida.

Com a falta de luz desde às 9h30 no prédio, localizado próximo ao Horto Florestal, Salina viu somente quem não precisava do sistema informatizado receber o atendimento dos servidores.

Também na espera com demandas de pensão estavam a diarista Ângela Maria Dias, 41 anos, e a atendente de supermercado, Priscila Miranda Telles, 31 anos. As duas perderam um dia de trabalho e se mostraram indignadas pela demora no retorno da energia.

A assessoria de imprensa da Defensoria Pública informou que logo que a energia acabou, um eletricista verificou se havia algum problema interno. Como não foi localizado, a concessionária de energia foi acionada. Servidores suspeitam que a falha tenha ocorrido em um transformador. A equipe da Energisa chegou ao local por volta das 13h30.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions