A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

03/05/2013 11:00

Sem presença de Bernal, ACP apresenta neste momento contraproposta a secretário

Jéssica Benitez

Após rejeitar proposta de 8% de reajuste oferecida pela prefeitura, a comissão de negociação salarial da ACP (Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública), está reunida neste momento com o secretário Municipal de Planejamento e Finanças, Wanderley Ben Hur.

A intenção era negociar contraproposta, aprovada em assembleia geral, diretamente com o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), no entanto, o progressista não se encontra na prefeitura. Os professores reivindicam integralização do valor do piso salarial profissional nacional de R$ 1.567 em 2013.

A categoria aceita parcelar o aumento em até três vezes ao longo do ano. Independente do resultado que obtiverem com o secretário, uma nova assembleia já está marcada para as 14h de hoje. Por estar em fase de negociação, a assembleia permanente dos professores significa que as decisões podem ser tomadas a qualquer momento, o que causa alguns contratempos na rotina das escolas. Os educadores contam com o entendimento da população.

“Os professores solicitam a compreensão dos pais e alunos, tendo em vista que uma vez por ano a categoria se mobiliza em defesa dos seus salários para que a escola pública continue avançando. Portanto, as aulas nas escolas municipais sofrem algumas interrupções nesse período, mas ressaltamos sempre que todas as aulas serão repostas em tempo", esclareceu o presidente da ACP, Geraldo Alves Gonçalves.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions