ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEGUNDA  16    CAMPO GRANDE 16º

Capital

Sem previsão para instalar câmeras, Prefeitura ganha prazo e salva verba

Por Aline dos Santos | 30/11/2013 13:51
Segundo Adelaido, empresa de Cuiabá venceu licitação. (Foto: João Garrigó)
Segundo Adelaido, empresa de Cuiabá venceu licitação. (Foto: João Garrigó)

A instalação de 22 câmeras no Centro de Campo Grande prossegue sem previsão, mas o Ministério da Justiça prorrogou por mais um ano a validade do convênio.

Caso contrário, o dinheiro teria que ser devolvido em dezembro. De acordo com o presidente do o Conselho de Segurança da Área Central, Adelaido Luiz Spinosa Vila, a Prefeitura informou que o ministério autorizou a dilatação do prazo.

Ainda segundo ele, o processo licitatório foi vencido por uma empresa de Cuiabá (Mato Grosso), porém, recursos das concorrentes impedem a efetivação do contrato. Com teto de R$ 868 mil, provenientes do governo federal, a licitação foi lançada em maio deste ano.

As propostas seriam abertas em 6 de junho, mas o procedimento foi suspenso após questionamentos das empresas participantes. Denúncias também foram feitas à Justiça e ao TCE (Tribunal de Contas do Estado), que interrompeu a licitação. O processo só foi reaberto em setembro.

Os equipamentos serão colocados em pontos com maiores índices de criminalidade, como cruzamento da Afonso Pena com a 14 de Julho, rua 15 de Novembro e entorno do Camelódromo e Feira Central.

Nos siga no Google Notícias