A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

16/03/2013 20:07

Servidores querem mudança de indexação e reajuste de 30%

Nícholas Vasconcelos

Os servidores públicos municipais de Campo Grande decidiram em assembleia nesta sexta-feira (15) pelo pedido de aumento salarial de 30%.

Na quinta-feira (14), uma assembleia com os servidores com ensino fundamental e médio já havia decidido por este índice, que é quase 6 vezes maior que a inflação do ano passado. O IPC (Índice de Preços ao Consumidor) da universidade Anhanguera/Uniderp, a inflação no ano passado na cidade foi de 5,78%.

A decisão de sexta-feira foi tomada pelos servidores com nível superior. Eles pedem ainda a mudança da indexação, ou seja, que seja adotado um novo índice para o reajuste.

Segundo o presidente do Sisem (Sindicato dos Funcionários e Servidores de Campo Grande), Marcos Tabosa, o índice desejado é o UFIC (Unidade Fiscal de Campo Grande). Com adoção de um novo referencial, a Prefeitura fica livre para definir o reajuste.

Na assembleia anterior, os servidores definiram ainda o pedido de cartão alimentação no valor de R$ 200; adicionais de insalubridade, periculosidade e penosidade; 100% de aumento no Profuncionário; 100% de aumento na produtividade dos agentes comunitários de saúde; 14º salário para os agentes comunitários de recursos vindos do Ministério da Saúde.

Ficou decidido também o pedido de correção no valor dos plantões dos técnicos de enfermagem de 75% sobre o salário dos enfermeiros; 60% da produtividade para os trabalhadores da área de Saúde.

Os servidores confirmaram o pedido de jornada de seis horas diárias; plano de cargos e carreiras e antecipação da data base do mês de março para o mês de maio.

O último aumento concedido para a categoria foi de 14,3% na administração Nelson Trad Filho (PMDB).

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions