A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

06/08/2011 11:35

Sesau acompanha, mas diz que caso de meningite é responsabilidade da Santa Casa

Fabiano Arruda

O secretário municipal de Saúde, Leandro Mazina, afirmou neste sábado, durante evento da prefeitura no Residencial Botafogo, que a Sesau tem acompanhado o caso da paciente Francieli de Souza Aragão, 24 anos, que está internada com meningite fúngica no hospital.

No entanto, Mazina não quis comentar sobre o assunto e disse que o caso é interno e de responsabilidade da Santa Casa. “Não posso ficar conjecturando sobre isso”, declarou, mostrando insatisfação em falar sobre o caso.

Conforme relato da mãe, Tânia Aragão, a jovem está internada no hospital há mais de um mês. A princípio, o motivo da internação foi uma paralisia facial. Mas durante o tempo na Santa Casa, Francieli contraiu meningite fúngica, segundo ela.

Outro agravante, conforme Tânia, é que o hospital não dispõe do medicamento Abelcet 100 mg, indicado para o combate à meningite.

Neste sábado, a mulher disse que a indefinição sobre a chegada do medicamento continua. “O atendimento também não é bom. Minha filha está cada vez mais debilitada e reclamando de dor”, queixou-se.

“O medicamento é muito caro e ela depende disso para sobreviver. Precisa tomar sete ampolas ao dia durante seis semanas”, informou, revelando que Francieli já perdeu a visão, não fala mais e tem muita dificuldade para se locomover, bem como para se alimentar.

Ontem, por meio da assessoria, a Santa Casa de Campo Grande confirmou o quadro de meningite de Francieli, no entanto, não atestou a origem da doença, revelando não saber se a meningite foi contraída antes ou durante a internação.

O hospital também confirmou ontem não ter disponível o medicamento Abelcet 100 mg, mas que adotou providências para que o remédio seja utilizado o quanto antes no tratamento.

Santa Casa de Campo Grande diz não saber origem de meningite de paciente
Direção do hospital confirma quadro e diz que está providenciando medicamento; família afirma que jovem depende de remédio para sobreviverA direção ...
Jovem entra no hospital com paralisia facial e acaba com meningite fúngica
Segundo a família, jovem de 24 anos contraiu meningite e corre risco de morte pela falta da medicaçãoA família da paciente Francieli de Souza Aragão...
Prefeitura e TJ prorrogam renegociação de dívidas ajuizadas até 3ª
O programa de refinanciamento de dívidas da Prefeitura de Campo Grande foi prorrogado até o dia 19 de dezembro, a próxima terça-feira, no Centro de C...


Lamentável a situação desta família que busca desesperadamente salvar a vida de Franciele, que luta há mais de 30 dias em um leito na Santa Casa. Já está cega e sem movimentos nas pernas. E sem o medicamento, que segundo o medico, poderia salvá-la da morte. Deve haver uma forma de conseguir esse medicamento ABELCETE 100mg. Ele não está disponivel em farmácias e é muito caro. Mas a saúde é direito de todos... e o Poder Público, seja ele Estadual ou Municipal, precisa garantir a ela seu tratamento. E isso o mais rapido possivel!
 
Isabel Alvarenga em 07/08/2011 03:56:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions