A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

16/05/2013 17:36

Sinpol avisa que só 30% dos policiais deve trabalhar nesta sexta-feira

Jéssica Benitez
Sem conseguir reajuste salarial de 25% Polícia Civil cruza os braços a partir de amanhã (Foto: Vanderlei Aparecido)Sem conseguir reajuste salarial de 25% Polícia Civil cruza os braços a partir de amanhã (Foto: Vanderlei Aparecido)

Diante de frustração de não conseguir 25% de reajuste salarial a Policia Civil iniciará greve geral amanhã e, segundo o sindicato da categoria, o Sinpol, apenas 30% dos policiais devem trabalhar até que o movimento de paralisação seja finalizado. Ao todo, são 1,3 mil profissionais em todo Estado, ou seja, mais de 900 homens estarão de braços cruzados a partir desta sexta-feira.

Na manhã de hoje o governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB), voltou a dizer que o percentual exigido pela categoria é “impagável”, mas ressaltou que o governo está aberto ao diálogo até segunda-feira, quando enviará a tabela de reajuste salarial à Assembleia Legislativa.

“Não abrimos mão de propor um reajuste acima da inflação, pagar no 1º dia útil do mês todos os salários e tratar a todos com respeito e dignidade. Por isso, vamos manter aberto o diálogo até o último instante e acreditamos sempre no entendimento em favor do bem comum”, disse o peemedebista.

Inicialmente a proposta do governo era de reajuste de 5%, chegou a 7% e houve promoção dos policias da Classe dos Substitutos neste ano, o que faria o valor chegar a 28% (de R$ 2.361,21 para R$ 3.031,80), além de reajuste de 8% em 2014 e 12% em 2015.

O Estado também pretende estender a todos os policiais a etapa alimentação (benefício semelhante ao ticket alimentação), se compromete a aumentar o número de vagas para promoção de escrivães e investigadores, a fixar data para promoção anual em lista tríplice e a equiparar servidores DAP com os da segunda classe.

Puccinelli afirma que, caso a proposta não seja aceita, o reajuste a ser encaminhado para aprovação da Assembleia Legislativa permanecerá sendo o índice inicial apresentado à categoria, de 5%.

Instruções – A Polícia Civil está tão decidida que o Simpol formulou uma espécie de cartilha dando as coordenadas de como a categoria deve agir durante a greve. Conforme as instruções, durante o período de paralisação as delegacias farão registros de ocorrências apenas de prisões em flagrantes, casos de homicídios, remoção de cadáveres em residências ou vias públicas, desaparecimento de menores de idade e casos relacionados à lei Maria da Penha.

Além disso, os investigadores não farão diligências, transferências serão feitas apenas de presos em flagrante ou capturados para as unidades onde devem ficar custodiados, escoltas não devem ser executadas, somente ambulatoriais em casos de emergência.

Atendimento de advogados ou oficiais de Justiça nas delegacias também estarão paralisados, exceto em casos de alvará de soltura. Visitas também estão suspensas durante a greve. Quanto aos escrivães, cumprirão o expediente normal, porém com restrição.

De acordo com as regras da greve, apenas serão realizadas atividades em cartórios que estejam relacionadas a prisões em flagrantes, homicídios e medidas protetivas urgentes, no caso da lei Maria da Penha.

Não haverá também encaminhamento ou retirada de inquéritos policiais ou outras comunicações, protocolos, ofícios, nem expedidas intimações. Em caso de flagrantes e oitivas urgentes, os escrivães deverão fazê-las somente acompanhados de delegados.

 



Ué o Ditador não disse que não ia acontecer a greve? Que duvidada? legal ver o título das matérias relacionadas a baixo... KKK descasca esse abacaxi governador e não adianta tenta se candidatar ao SENADO no próximo ano para tentar garantir imunidade parlamentar de mais oito anos que você não vai conseguir. E melhor ainda poderá ser processado judicialmente. Espero profundamente que aguarde o resultado dos processos no BRASIL.
 
Guilherme Luiz em 16/05/2013 23:06:41
duvido que isso vá acontecer.vão trabalhar normalmente.a polícia faz greve apenas por salários, ninguém fala em mais policiais, melhores equipamentos, melhores condições para a população.quem vai a uma delegacia não fica menos de 3 horas para ser atendido e levando patadas dos "agentes da lei", isso quando você não é tratado como se fosse um bandido, tal é o despreparo da policia.
 
Carlos Henrique em 16/05/2013 22:08:10
viu? se aceitar o indice é 7, se recusarem é 5, aí vem falar de dignidade, de diálogo etc.... demagogo ! mas, isso é bom pra população saber em que "pé" está a segurança pública ! o cidadão vai até a delegacia, espera pelo monos por 3 horas para fazer um boletim de ocorrência de no máximo 7 linhas e nao tem onde beber água, sentar-se etc. Se para o cidadão é assim, imagina pra quem trabalha lá que não pode reclamar !
 
claudia aparecida em 16/05/2013 21:37:43
desde quando o governador cumpre o que promete?
 
katia aparecida em 16/05/2013 21:32:32
OBRIGADO SENHORES SE COM TODO EFETIVO TRABAHANDO JA TA DIFICIL DE CONTROLAR A BANIDAGM IMAGINA AGORA COM ESS NOTICIA ESTAMOS FERRADO SALVE SE QUEM PUDER
 
DOUGLAS SILVA em 16/05/2013 21:22:20
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions