A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

14/08/2014 15:23

Sob protesto de moradores, guardas garantem obra de posto em praça

Edivaldo Bitencourt e Filipe Prado
Guardas municipais garantiram o início da obra, mas mantiveram o discurso de que presença em praça é normal (Foto: Marcelo Calazans)Guardas municipais garantiram o início da obra, mas mantiveram o discurso de que presença em praça é normal (Foto: Marcelo Calazans)

Sob protestos dos moradores do Conjunto Arnaldo Estevão Figueiredo, a Prefeitura colocou a Guarda Municipal de prontidão e iniciou, na tarde de hoje (14), as obras de um posto de saúde na praça do bairro, localizado na saída para Três Lagoas. Ao contrário de vários bairros da cidade, a população local diz que não precisa de posto de saúde e luta pela manutenção da área de lazer.

As obras de terraplanagem e colocação de cerca começaram nesta quinta-feira. Ao ver a chegada das máquinas, os moradores se reuniram para definir uma estratégia para evitar a destruição da praça.

No entanto, ao voltar do almoço, o grupo encontrou sete guardas municipais fazendo a segurança da praça para garantir o início da obra.

O dentista Ronald Colman Júnior, 52 anos, disse que os moradores do bairro, formado principalmente por funcionários públicos, não precisa de unidade básica de saúde. “Todos têm convênio médico”, destacou. Ele citou que o posto de saúde só é procurado pela maior parte dos moradores para tomar vacina. Ele reside no bairro há 15 anos.

Fernando Veríssimo também criticou obra nesta quinta-feira (Foto: Marcelo Calazans)Fernando Veríssimo também criticou obra nesta quinta-feira (Foto: Marcelo Calazans)
Ronald afirma que bairro não precisa de posto de saúde (Foto: Marcelo Calazans)Ronald afirma que bairro não precisa de posto de saúde (Foto: Marcelo Calazans)

O funcionário público aposentado Fernando Veríssimo de Souza, 73, que mora no Arnaldo Estevão de Figueiredo há 28 anos, defende a construção do posto em outros bairros, como o Jardim Noroeste e o Maria Aparecida Pedrossian. “Por que vão colocar aqui, que não precisamos (de posto de saúde)”, questionou. Ele diz que foi o primeiro morador do bairro.

O funcionário público Nelson Pereira, 49, conta que ajudou a plantar as árvores na praça, que começaram a ser arrancadas hoje. “Vai acabar com a nossa paz”, disse o morador, que usava a praça para realizar caminhadas. Ele disse também que muitas crianças usavam o espaço para andar de bicicleta ao lado dos pais. Com a construção do posto, ele acha que o movimento de carros e pessoas será grande no bairro. “Não fomos consultados sobre a construção do posto”, lamenta-se.

Os moradores estudam denunciar o caso ao Ministério Público Estadual.

No local, guardas municipais informaram que não estavam no local por causa da obra da praça. Eles alegaram que a segurança de praças e outros espaços públicos é rotina. Sete integrantes da corporação estavam no local no início da tarde de hoje. Eles disseram que estavam fazendo a "segurança de rotina" da área verde.

O secretário municipal de Infraestrutura, Semy Ferraz, não atendeu às ligações no telefone celular. A assessoria de imprensa da prefeitura pediu para enviar o questionamento sobre a construção da praça por email, mas não retornou com a resposta até a publicação desta matéria.

Máquinas limparam o terreno hoje e operários trabalham para construir a cerca do terreno (Foto: Marcelo Calazans)Máquinas limparam o terreno hoje e operários trabalham para construir a cerca do terreno (Foto: Marcelo Calazans)


Cada noticia estranha... esses cara pelo jeito nao precisa de cuidados medicos !! ou todos que estao contra tem plano de saude só pode, quando nao tem lugar para atender reclama quando a prefeitura vai construir reclama vai entender né ?????
 
Marcell Marcio Micheletti em 14/08/2014 23:25:49
A verdade é que o posto de saúde vai atrair pessoas de classe mais baixa para o bairro e os belezões não querem se misturar, a cidade é de todos e portanto o bairro de vocês também, queria saber se alguém tentou impedir a prefeitura de asfaltar, colocar água, esgoto e luz quando ali não havia nada, este tipo de coisa melhora o bairro e portanto tem que ser feita, chegou a hora do posto de saúde, então que todos tenham consciência e deixem o bairro ter um posto, a prefeitura deveria fazer outra praça pois o lazer também é muito importante, no meu bairro a unica praça tá abandonada há mais de 10 anos e hoje a unica coisa que tem nela é uma quadra de futebol sem condições e o ponto de moto táxi, quando se fala em conservação a prefeitura deixa muito a desejar, faz mas não cuida.
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 14/08/2014 16:56:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions