ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, DOMINGO  20    CAMPO GRANDE 13º

Capital

Soldado da PM é preso em flagrante após roubar carro no Universitário

Por Rafael Ribeiro | 08/02/2017 08:06

O soldado da Polícia Militar Luan Carlos de Souza Benites, 27 anos, foi preso em flagrante por colegas de profissão do Batalhão de Choque suspeito de ajudar no roubo de um veículo na noite desta terça-feira (7), no bairro Universitário, em Campo Grande. O policial resistiu à abordagem e só foi preso após perseguição, que durou cerca de cinco minutos. Seu primo também foi detido pelo crime.

Segundo a polícia, o caso aconteceu por volta das 22h. Benites desceu armado do Corsa cinza e abordou a vítima, um homem de 30 anos, que aguardava possíveis compradores para seu Golf preto, na Avenida Guaicurus, em frente à Unidade de Pronto Atendimento do bairro.

Um colega da vítima, que estava próximo do local, lhe deu carona e ambos seguiram o Golf com o policial dentro. Acionada, a Polícia Militar tentou interceptar o veículo pela primeira vez no Macro Anel, sentido Nova Lima, mas o soldado acelerou, dando início a uma perseguição que só terminou na Rua Rio Turvo, no Jardim Veraneio, em frente a um clube esportivo.


Durante a revista do veículo roubado, foi encontrada a pistola calibre ponto 40 de trabalho do soldado, usada no crime. Em seu depoimento inicial, Benites disse apenas que foi “pegar de volta o carro de seu primo.”


A vítima negou a versão do soldado. Disse que anunciara o carro para venda na internet e que marcara o encontro no bairro pelo celular com um possível interessado. No horário mencionado, enquanto aguardava a pessoa com quem tinha agendado, viu o Corsa com os dois ocupantes passarem duas vezes por ele até que resolveram lhe abordar.


O homem afirmou que Benites desceu do Corsa dizendo que o Golf não poderia estar à venda por ter irregularidades, como licenciamento atrasado, e que por isso iria levá-lo embora.


Na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da região central, onde o caso foi registrado, Benites chamou o primo para tentar explicar que não tinha nada a ver com a história. Mas, quando Willian Raphael Valdez de Souza, 29, chegou, só piorou a situação, dando outra versão do caso e também sendo indiciado pelo crime.


A Polícia Civil disse que encaminharia os dois detidos para a Justiça nesta manhã. Benites era novo na corporação, sendo contratado em agosto de 2014. Antes, foi recruta da Aeronáutica na Base Aérea de Campo Grande.

Questionado sobre o caso, o Comando-Geral da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul não respondeu o Campo Grande News até a conclusão desta reportagem.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário