A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

05/01/2014 09:50

Suspeito de envolvimento com travestis é morto a tiros na Capital

Bruno Chaves e Graziela Rezende
Veículo foi encontrado próximo a ponto de prostituição (Foto: Cleber Gellio)Veículo foi encontrado próximo a ponto de prostituição (Foto: Cleber Gellio)

Um homem de 41 anos foi alvejado por pelo menos três tiros na Vila Progresso, em Campo Grande, por volta das 22h30 de ontem (4). A polícia trabalha com as hipóteses de assalto ou morte encomendada e acredita que o crime tenha envolvimento com travestis, já que o corpo foi encontrado em um ponto de prostituição.

Segundo o delegado Carlos Elano, da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), que atendeu o caso, o homem de 41 anos, conduzia um JAC J3 na Rua Estevão Capriata quando foi executado. Um dos tiros acertou o peito da vítima.

Após perder o controle da direção, o veículo bateu em uma árvore, que quase foi arrancada, em frente ao número 417. Os bombeiros foram acionados, mas ao chegarem ao local, a vítima já estava morta. As portas do veículo estavam abertas e no local havia muito sangue.

Pelo local ser ponto de prostituição de travesti, o delegado acredita que esse fator pode ter ligação com o crime.

Uma testemunha presenciou o crime e contou à polícia que a vítima fugia de um agressor, que fazia disparos de arma de fogo. O homem entrou no carro com a intenção de escapar, mesmo assim continuou sendo perseguido. A polícia acredita que o assassino estava em uma motocicleta.

“A polícia trabalha com duas hipóteses. Ou a morte foi encomendada ou foi um assalto. Só a perícia irá dizer”, disse Carlos Elano. A família prestou depoimento à polícia e ressaltou que Valdecir não tinha desavenças. O homem trabalhava com feiras e caminhões.

Ainda conforme o delegado, câmeras de segurança próximas ao local do crime podem ajudar nas investigações.



A vila progresso se tornou reduto de marginais de toda estirpe, porque os governantes insistem em fechar os olhos para o problema. Essas autoridades tem a obrigação de resolver urgentemente esse caos que atinge e aflige os moradores desse bairro.
 
joão pedro em 05/01/2014 20:17:50
Se foi travesti que fez isso, daí vocês verão a farsa da homofobia, um termo falso e contraditório porque fobia é medo, não é ódio. Mas a mentira é o manto que cobre o Brasil para separar os povos.
 
Cristiano Arruda em 05/01/2014 17:47:01
O fato dele estar próximo a um ponto de travestis,não quer dizer que seja esse o motivo a policia ta certa em investigar melhor....
 
leontino dias da cunha em 05/01/2014 12:14:05
Estou perplexo! Eu passei no exato momento em que o corpo de bombeiros havia chegado. Ate entao pensei que fosse mais um bebado que havia batido o carro contra uma arvore; com essa certeza, preferi nem ficar para ver. Que horror!
 
Danilo Aquino em 05/01/2014 11:36:42
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions