A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

30/11/2014 12:06

Suspeito nega ter esfaquedo vítima e diz que foi agredido sem motivo

Renan Nucci
Motorista mostra mão cortada após tentar deter acusado de matar amigo nas Moreninhas. (Foto: Renan Nucci)Motorista mostra mão cortada após tentar deter acusado de matar amigo nas Moreninhas. (Foto: Renan Nucci)
Alex afirma que foi agredido sem razão por parentes da esposa. (Foto: Renan Nucci)Alex afirma que foi agredido sem razão por parentes da esposa. (Foto: Renan Nucci)

Preso em flagrante sob acusação de ter matado a facada Sebastião Carlos Lanza Filho, de 37 anos, Alex Antônio Valejo, 24 anos, nega o crime cometido durante a festa da enteada ocorrida na madrugada de hoje (30), nas Moreninhas III, em Campo Grande. O suspeito alega apenas que foi agredido por parentes da esposa. A vítima morava na região, estava casada e tinha duas filhas.

Detido na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga, Alex afirma que foi atacado pelos parentes da esposa. Ele conta que algumas pessoas começaram a ameaçá-lo, dizendo que ele estava maltratando a mulher na frente dos demais presentes na festa. “Começaram a brigar comigo, falando que eu estava destratando ela, mas isso é mentira”, conta o suspeito que já tem passagem por outro homicídio, cometido em Miranda.

Ele foi orientado a se retirar do local, quando houve a confusão. Relutante, ele deixou a casa e foi acompanhado por Sebastião que queria apenas apaziguar a situação. Ao chegar à esquina, na Rua Barreiras, divisa com o Bairro Moreninhas II, Alex tirou uma faca e atacou Sebastião. De acordo com a Polícia Militar, a faca chegou a quebrar ao atingir o tórax da vítima. “Eu lembro só do pessoal me batendo para que eu fosse embora. Não sei como Sebastião foi esfaqueado”, completou o suposto autor.

Sebastião foi levado ao posto de saúde mais próximo, mas não resistiu ao ferimento e morreu. O motorista Wellington Barbosa Cavalcante, 36 anos, e Jeovan Salvador da Silva, 25 anos, entraram em luta corporal com Alex para tentar salvar o amigo. Eles também se feriram. Wellington, que teve um corte na mão direita, disse que Alex provocou todo o tumulto após aparecer na festa de surpresa. “Ninguém gosta dele. Ele apareceu na festa sem ninguém ter chamado”, disse o motorista.

Wellington era amigo pessoal de Sebastião e se emocionou ao falar de como ele era. “Era uma boa pessoa, casado, pai de duas meninas, de seis e 13 anos, e foi morto de bobeira. Ele foi apenas aconselhar Alex. Quis ajudar e acabou morto”, disse ele, ainda abalado com o caso. O autor foi rendido e agredido por populares até a chegada da polícia, sendo levado para a Santa Casa com uma fratura no nariz e outras escoriações; depois foi liberado para a delegacia.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions