ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 32º

Capital

Suspeitos de matarem jovem de 18 anos com seis tiros são identificados

Ex-marido da vítima chegou a ser preso dois dias após crime, mas foi solto quando envolvimento foi descartado

Por Ana Paula Chuva e Bruna Marques | 16/11/2023 13:25
Sangue da Gabriela no carro do vizinho que deu carona para vítima (Foto: Osmar Daniel)
Sangue da Gabriela no carro do vizinho que deu carona para vítima (Foto: Osmar Daniel)

A morte da jovem Gabriela de Oliveira Belantani, 18 anos, tomou um novo rumo após a Polícia Civil descartar que o crime tenha sido cometido pelo ex-marido da vítima. O homem chegou a ser preso dois dias depois do caso, mas foi solto quando teve a participação descartada. A suspeita agora é que a execução tenha sido encomendada por um outro rapaz com quem ela estaria tendo um relacionamento.

Conforme apurado pelo Campo Grande News, o ex-marido de Gabriela foi preso no dia 12 de novembro. Na ocasião, ele estava com mandado de prisão temporária de 30 dias e foi reconhecido pelo homem que deu carona. Ele foi encontrado por equipe da Guarda Municipal, no entanto, quando teve a participação descartada, foi solto pela Justiça.

Diante disso, as investigações continuaram e outros dois homens foram apontados como suspeitos. Um deles seria o executor, identificado apenas como “LK”, e o outro, identificado apenas como Anderson, seria o mandante com quem Gabriela estaria tendo um relacionamento.

Ainda segundo apurou a reportagem, Gabriela também já teria tido um caso com “LK”, que é amigo de Anderson, e então teria contado para as esposas dos homens sobre os relacionamentos extraconjugais. Os suspeitos então ficaram bravos e a execução foi planejada. A polícia agora faz diligências para encontrar os dois.

O caso é tratado como feminicídio por conta do envolvimento amoroso entre a vítima e os suspeitos.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias