ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEXTA  12    CAMPO GRANDE 11º

Capital

Taxista é executado a tiros e polícia prende três por latrocínio

Criminosos foram encontrados em hoteis de Campo Grande e em Ribas do Rio Pardo

Por Silvia Frias | 13/06/2024 08:55
Corpo de Devanir foi encontrado hoje, com marcas de tiros, em Ribas do Rio Pardo (Foto/Reprodução/Facebook)
Corpo de Devanir foi encontrado hoje, com marcas de tiros, em Ribas do Rio Pardo (Foto/Reprodução/Facebook)

O corpo do taxista Devanir da Silva Santos, 35 anos, foi encontrado hoje em área de mata, em Ribas do Rio Pardo, a 98 quilômetros de Campo Grande. “Devanir do Táxi”, como era conhecido, foi vítima de latrocínio e estava desaparecido desde terça-feira (11). Três homens foram presos e serão indiciados por latrocínio, ocultação de cadáver e porte de arma de fogo.

Familiares e amigos buscavam Devanir desde o dia 11, conforme publicações nas redes sociais, já que o último contato teria sido feito por volta das 18h daquele dia. O carro usado por ele no trabalho, Toyota Corolla, também havia desaparecido.

A investigação foi realizada pela Polícia Civil de Ribas do Rio Pardo e Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros).

Carro do taxista foi encontrado em Campo Grande (Foto/Divulgação)
Carro do taxista foi encontrado em Campo Grande (Foto/Divulgação)

No decorrer da investigação, os policiais encontraram o Toyota Corolla em Campo Grande, na Vila Santa Dorotheia e, posteriormente, souberam que o veículo foi deixado no local por três homens. De lá, conforme apurado pelas equipes da Polícia Civil, eles foram até hotel na Avenida Afonso Pena.

O hotel foi identificado e os policiais foram até o local, encontrando um homem de 35 anos. Em uma das camas, embaixo do colchão, foi encontrado revólver calibre 38, municiado. Ele foi preso em flagrante.

A investigação fez com que a equipe voltasse a Ribas do Rio Pardo, em busca dos outros dois comparsas, que teriam fugido para aquele município.

Na cidade, mais um integrante da quadrilha, de 28 anos, foi encontrado em uma casa no Bairro Estoril. O outro suspeito retornou a Campo Grande e o rastro dele foi seguido de volta ao hotel na Avenida Afonso Pena. Depois, ele foi encontrado em uma pousada, no Bairro Universitário.

Após a prisão dos três, as equipes chegaram ao local onde o corpo de Devanir foi deixado, em área de mata, com sinais de tiros. A Polícia Civil apresentou a conversão do flagrante em prisão preventiva, o que será avaliado na audiência de custódia.

Nas redes sociais, parentes e amigos lamentaram a morte trágica de Devanir. “Quanta maldade”, muitos postaram.

Arma encontrada com um dos presos, em hotel de Campo Grande (Foto/Divulgação)
Arma encontrada com um dos presos, em hotel de Campo Grande (Foto/Divulgação)

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias