ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEGUNDA  20    CAMPO GRANDE 25º

Capital

“Temos medo de sair na rua”, diz morador após ação contra baderna

Ação contra som alto e manobras com motos e carros foi realizada entre os dias 10 e 12 deste mês

Por Aletheya Alves | 14/09/2021 16:46
Eurico Pereira, de 73 anos, diz que presença de fiscalização constante é necessária. (Foto: Kísie Ainoã)
Eurico Pereira, de 73 anos, diz que presença de fiscalização constante é necessária. (Foto: Kísie Ainoã)

Esperançosos com os dias de paz, moradores do Bairro Serra Azul relatam que apenas a presença contínua de fiscalização deve manter a tranquilidade conquistada na região após operação. Entre sexta-feira (10) e domingo (12), a GCM (Guarda Civil Metropolitana) realizou ação com objetivo de acabar com som alto, aglomeração e manobras com motos e carros no bairro.

Moradora do bairro há mais de cinco anos, Kely Costa, de 35 anos, conta que tem estranhado a mudança. “Virou uma paz, parece um deserto aqui. Ficou assim desde o final de semana, porque a Guarda ficou direto. Antes, eles faziam ronda, mas logo depois do pessoal dispersar, todo mundo voltava”, explica.

Kely diz que tem gostado do novo silêncio desde a última operação no bairro. (Foto: Kísie Ainoã)
Kely diz que tem gostado do novo silêncio desde a última operação no bairro. (Foto: Kísie Ainoã)

Tranquila com a falta de barulho, Kely relata que a esperança geral é de que as fiscalizações continuem periodicamente. “Se acabar a ronda ou se começarem a vir lá pelas 20h, não adianta. Precisam ficar aqui até mais tarde, assim, quem está envolvido vai acabar desistindo”.

Sem acreditar que a mudança é permanente, Eurico Pereira, de 73 anos, diz que já não aguenta mais ter receio do “fervo” já costumeiro.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Eles sempre ficam aqui e na hora que a polícia sair de perto, eles vão continuar. Uma vez, caiu um motoqueiro bem na frente do meu portão, eu achei que tinham derrubado, a gente tem medo de sair na rua, Eurico diz.

Sobre a preocupação constante, Eurico narra que mais do que se incomodar com o barulho, o medo é de que outras pessoas passem a se machucar. “Uma hora, alguém vai acabar morrendo por causa disso. Imagina se uma criança é atingida por essas motos ou outra pessoa que não tem nada a ver”.

Manobras feitas por motos e carros deixaram marcas na Rua Rio Dourado. (Foto: Kísie Ainoã)
Manobras feitas por motos e carros deixaram marcas na Rua Rio Dourado. (Foto: Kísie Ainoã)

Ainda se acostumando com a região, Joel Peixoto, de 38 anos, conta que se mudou para o Serra Azul há menos de uma semana e ouviu o barulho alto apenas sendo interrompido pela Guarda. “Vimos a operação que teve, mas eu já sabia do que acontecia aqui. Eles ficam basicamente fazendo barulho e bagunça com as motos e som alto em carro”.

Em um dos vídeos registrados no local,  a rua desaparece devido à fumaça produzida por pneus:

Ocorrências frequentes - Em nota, a Guarda informou que a operação no bairro não possui data final devido às ocorrências persistentes. Por isso, durante a semana, a ação tem sido realizada através de rondas, enquanto no próximo fim de semana, haverá nova operação intensa.

Ainda de acordo com a GCM, a população deve entrar em contato através do número 153. Na semana passada, o Campo Grande News divulgou vídeos em que mostram a transformação do bairro durante os fins de semana. Um dos registros mostra que as pessoas desaparecem em meio a uma cortina de fumaça provocada por manobras.

Em outra situação, oito pessoas aparecem agredindo um homem que, ao se levantar, gera ainda mais confusão. Atendendo ao pedido de moradores, a GCM realizou uma operação no local entre os dias 10 e 12 deste mês.

Durante a ação, foram abordados 107 veículos, sendo aplicadas 52 notificações. De acordo com o balanço da Guarda, a maioria envolvia condutores sem Carteira Nacional de Habilitação, recusa de teste do bafômetro e veículos sem documentação.

Ao total, sete carros e oito motocicletas foram removidos ao pátio do Detran.

Equipe da Guarda Civil Metropolitana durante operação no Serra Azul. (Foto: Divulgação/GCM)
Equipe da Guarda Civil Metropolitana durante operação no Serra Azul. (Foto: Divulgação/GCM)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário