A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

27/01/2012 14:20

Tempestade de quinta-feira foi a mais forte em Campo Grande desde 2007

Aline dos Santos

A chuva forte começou às 16h50 e em 55 minutos a precipitação chegou a 91 milímetros

Afonso Pena foi um dos pontos de alagamento em Campo Grande. (Foto: Valmir Guarinão)Afonso Pena foi um dos pontos de alagamento em Campo Grande. (Foto: Valmir Guarinão)

A tempestade que causou estragos ontem em Campo Grande foi a mais intensa registrada desde 2007. A chuva forte começou às 16h50 e em 55 minutos a precipitação chegou a 91 milímetros. “Foi uma das maiores”, afirma o meteorologista da Uniderp/Anhanguera, Natálio Abrão.

Ele explica que a tempestade é caracterizada pelo grande volume de chuva em curto espaço de tempo. Nos últimos anos, a mais forte foi em 2007. “No dia 6 de dezembro de 2007, choveram 88 milímetros em 33 minutos”, relata o meteorologista.

Em Campo Grande, o Verão é marcado pela temporada de chuvas. As altas temperaturas favorecem a ocorrências de pancadas isoladas. “Se chovessem 91 milímetros das 6h às 22h, por exemplo, não teria estragos”, salienta.

Nesta sexta-feira, a previsão é de tempo chuvoso no período da tarde. O tempo deve abrir somente amanha à tarde.

A grande quantidade de chuva, somada ao rompimento da 4ª barragem no córrego Sóter e ao transbordamento do lago do Parque das Nações, transformou a Via Parque num rio.

A obra de R$ 11 milhões próximo ao shopping Campo Grande, que seria inaugurada amanhã, foi inundada. Na rua Mauro Rogério de Barros Vanderlei, que ainda nem foi usada, foi aberta uma rachadura. A via vai facilitar o acesso a Rubens Gil de Camilo, cortando a avenida Afonso Pena.

A chuva forte alagou a Afonso Pena, Joaquim Murtinho e Ricardo Brandão. O mais grave foi o registro de uma morte. Um motociclista caiu ontem em um bueiro na rua Vítor Meireles, no bairro Universitário, e foi encontrado morto na manhã de hoje no bairro Colibri, a dois quilômetros do bueiro.



RIDÍCULO COLOCAR A CULPA NA CHUVA É NO MÍNIMO RIDÍCULO PIOR AINDA QUANDO ISSO VEM DA " POPULAÇÃO" VOCÊS ESTÃO DE BRINCADEIRA NÉ.
 
emerson miranda em 28/01/2012 10:08:44
Sim, fenomenos como chuvas e tempestades são presiveis, existe tecnologias de radares para isso, mas o MS mal tem estações meteorologicas, se não conhecem vai ler sobre pois tem especialistas em radares no Brasil. A culpa meus amigos não é de são pedro e nunca foi. Venho dizendo a vários anos a situação só vai piorar todos os anos em Campo Grande por uma serie de erros grosseiros da prefeitura.
 
Gustavo Ferreira em 28/01/2012 01:45:03
Uma tempestade (do latim tempestate, "tormenta, agitação"), é um fenômeno atmosférico marcado por ventos fortes, trovoadas, relâmpagos, raios e chuva, usualmente com duração de dezenas minutos.
Tivemos em Campo Grande uma chuva densa com longa duração. Um toró.
 
Ezio Jose em 27/01/2012 04:34:13
só como nota, várias cidades metropoles européias e japonesas tem sim um eficiente sistema de captação de águas pluviais e esgoto. Tókio por ex, com 25 milhões de habitantes a capital japonesa dispões de tunéis com 65 metros de profundidade interligada aos encanamentos das ruas,estes tuneis armazenam a agua em excesso da chuva para depois libera-las para rios través de bombas de água.
 
antonio costa em 27/01/2012 04:05:32
impressionante este número de 91mm de chuva anunciado pois aqui no meu bairro que fica a uns 17km do shoping foi uma chuvinha mansa e rápida só que caiu acho nem chegou a 10mm que derá 90. por falar neste momento agora tá chovendo aqui no copavilla 2 e bem mais forte que ontem..
 
antonio costa em 27/01/2012 03:57:02
Fenômenos da natureza, como essa chuva torrencial de ontem, são imprevisíveis e causam muitos transtornos para todos.
Se nem países de primeiro mundo conseguem evitá-los, imagine nós que somos emergentes.
Basta lembrarmos o tsunami que ocorreu no Japão que deixou várias consequências graves.
Com a natureza não se brinca.
 
Lais Oliveira em 27/01/2012 03:54:31
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions