A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

11/02/2014 11:48

Temporal derrubou pelo menos 15 árvores e oito ainda esperam por corte

Aliny Mary Dias
Mesmo após temporal, árvores continuam caídas na cidade (Foto: Cleber Gellio)Mesmo após temporal, árvores continuam caídas na cidade (Foto: Cleber Gellio)

O temporal que atingiu a Capital na tarde de ontem (10) derrubou pelo menos 15 árvores de grande porte em Campo Grande. Segundo o Corpo de Bombeiros, oito ainda precisam ser removidas, mas dois acidentes graves registrados na manhã desta terça-feira (11) impediram o trabalho.

Das 15 árvores que caíram com a força do vento de ontem, quatro foram retiradas pelos socorristas e outras três por equipes da Seinthra (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação).

As oito árvores que seriam retiradas na manhã de hoje ainda permanecem no local em razão de acidentes graves. Um deles ocorreu na BR-262 entre Campo Grande e Aquidauana e matou uma motorista de 44 anos. O segundo também vitimou uma pessoa e foi registrado na BR-060.

De acordo com a assessoria dos bombeiros, as ocorrências devem ser atendidas durante a tarde de hoje.

Uma das árvores de grande porte que impede o trânsito na Rua Domingos Marques, no Jardim Alegre, está atravessada na via. Além de impedir o tráfego, uma das casas ficou sem luz. A dona de casa Ivete Barbosa, de 47 anos, afirma que fez vários chamados para o Corpo de Bombeiros, mas que ainda aguarda o corte.

“Nós estamos ligando desde ontem e eles ainda não vieram. Meu padrão foi destruído e chamei duas pessoas para consertar, mas a Enersul precisa vir para arrumar a fiação que também foi destruída”, explica.

Em outros pontos da cidade como na Avenida Rodolfo José Pìnho, no bairro Bela Vista, e na Rua Estrela, no bairro Villas Boas, árvores e galhos que só podem ser retirados com auxílio de moto serra aguardam o trabalho dos militares.

Na Avenida Rodolfo José Pinho, rua continua interditada (Foto: Cleber Gellio)Na Avenida Rodolfo José Pinho, rua continua interditada (Foto: Cleber Gellio)
No bairro Villas Boas também há árvores e galhos caídos (Foto: Cleber Gellio)No bairro Villas Boas também há árvores e galhos caídos (Foto: Cleber Gellio)

Temporal – Com ventos que chegaram a 61,5 quilômetros por hora, o Bairro São Lourenço foi um dos mais afetados pelo temporal. Uma árvore atingiu dois veículos, um poste de telefone e um orelhão.

Segundo o meteorologista da Uniderp Anhanguera, Natálio Abrão, as rajadas de vento atingiram de 45,72 a 61,5 quilômetros por hora na Capital. A temperatura caiu de 33,9º C para 24º C.

Ele explicou que o vento deu um giro de 75 para 40 graus, o que pode ter causado os estragos na região leste, a mais atingida pelo temporal.

Guarda oferece palestra sobre prevenção e combate às drogas em Uneis
Jovens da Unei (Unidades Educacional de Internação) Dom Bosco e da Unidade de Internação Feminina Estrela do Amanhã, em Campo Grande, receberam pales...
Cadastramento biométrico é oferecido pela Carreta da Justiça em Anhanduí
Desde o início desta semana a Carreta da Justiça está realizando atendimentos da biometria no distrito de Anhanduí, no município de Campo Grande, gra...


Mas quem tem que retirar as árvores não é o Bombeiro e sim o pessoal da prefeitura. O bombeiro tem que apagar incendio e socorrer vitimas.
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 11/02/2014 15:09:28
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions