A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 17 de Agosto de 2018

07/10/2016 21:23

Terceirizados ficam sem salários após prefeitura não realizar repasse

Nyelder Rodrigues

Cerca de 4 mil trabalhadores terceirizados da Omep e Seleta que continuam prestando serviços à prefeitura de Campo Grande ficarão sem receber o salário neste início de mês, já que o repasse que deveria ter sido realizado na tarde desta sexta-feira (7) não foi feito, como o aguardado e tratado anteriormente.

Após serem alvo de ação do MPE-MS (Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul), os funcionários enfrentam problemas salariais, com vários atrasos registrados recentemente. No caso deste mês, a situação se agrava por ser véspera de feriado prolongado e também Dia das Crianças, prejudicando as compras de muitos.

"A presidente da Omep e o presidente da Seleta informaram que também haviam recebido a confirmação da prefeitura [de que o pagamento seria realizado hoje], mas que no final da tarde foram avisados de que os valores não seriam depositados", explica a presidente do Senalba-MS, Maria Joana Barreto.

Conforme acordo coletivo feito perante o TRT (Tribunal Regional do Trabalho), o prazo para realizar o pagamento mensal era o quinto dia útil. "É um dilema insustentável, os trabalhadores já vivem preocupados com os anúncios de demissões e os atrasos ainda são constantes. A maioria sustenta sua família, os trabalhadores merecem respeito", frisa Maria Joana.

Em protesto a essa situação crítica, o sindicalista não descarta a realização de nova greve nos Ceinfs (Centros de Educação Infantil) e demais instituições as quais os terceirizados contratados pela prefeitura de Campo Grande via convênio com Omep e Seleta são designados.

"Nosso departamento jurídico mais uma vez agirá e se medidas emergenciais não forem tomadas, os trabalhadores poderão deflagrar greve", comenta a sindicalista ao cobrar ações efetivas do poder público.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions