ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, SEGUNDA  08    CAMPO GRANDE 22º

Capital

Teste termina e estrutura na José Antônio começa a ser desmontada

Teste para projeto do novo corredor gastronômico começou em dezembro e terminou nesta terça-feira

Por Ana Paula Chuva | 19/01/2021 12:45
Estrutiras foram desmontadas nesta manhã. (Foto: Prefeitura de Campo Grande)
Estrutiras foram desmontadas nesta manhã. (Foto: Prefeitura de Campo Grande)

Terminou nesta manhã a fase de testes do projeto de urbanismo tático na Rua José Antônio. O projeto teve início em dezembro de 2020 e a próxima fase é a análise do que será incorporado para começar ainda nesse primeiro semestre. A ideia foi financiada pelo BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento).

Equipes da Sisep (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos) começaram a desmontar a estrutura de Urbanismo Tático que foi incorporada na via na manhã de hoje (19). Os pontos de intervenção na José Antônio receberam parklets, pintura, alargamento das calçadas, equipamentos de ginástica, amarelinha e bolsões de conveniência por pouco mais de um mês.

Além do financiamento do BID, o projeto também teve apoio de várias secretarias municipais, empresários e população do entorno de onde o corredor será instalado. Para a fase de teste foram usados materiais leves, de baixo custo e reversíveis e o objetivo era experimentar soluções que possibilitem o convívio nos espaços públicos.

Por hora os pontos que já foram destacados como positivos pelos empresários, segundo a prefeitura, foram a instalação do parklet e o alargamento das calçadas nas esquinas. Mas a via também recebeu melhorias na iluminação, pode de árvores e reparo em parte das calçadas.

E para a fase final da revitalização ainda estão previstas melhorias no paisagismo instalação de mobiliário urbano, pavimentação e padronização de calçadas. “Com o projeto de Urbanismo Tático, pudemos ter a ideia de equipamentos que podem melhorar a qualidade de vida do cidadão, que é o que buscamos através do Reviva Mais Campo Grande”, disse a consultora socioambiental do Reviva, Juliana Casadei.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário