A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

22/02/2011 15:50

Tiro que atingiu adolescente saiu de arma de bandido, diz Polícia

Nadyenka Castro

Assaltantes atiraram em direção à Rui Barbosa

Assalto e tiroteio causou movimentação policial e de curiosos no cruzamento da Afonso Pena com a Rui Barbosa. (Foto: João Garrigó)Assalto e tiroteio causou movimentação policial e de curiosos no cruzamento da Afonso Pena com a Rui Barbosa. (Foto: João Garrigó)

Pela posição em que estavam os envolvidos no tiroteio ocorrido na manhã desta terça-feira, em Campo Grande, a Polícia Civil afirma que o tiro que acertou Daniele Fernanda Hugo Lima, 17 anos, foi disparado pelos bandidos.

Além disso, de acordo com a Polícia Civil, o tiro que atingiu a adolescente é de calibre 38 e o policial portava uma pistola ponto 40.

O investigador de Polícia Civil de 35 anos estava na calçada da avenida Afonso Pena e viu uma Honda 150 de cor vermelha trafegando no passeio público no sentido centro/shopping, com um rapaz pilotando.

O rapaz apontou uma arma de fogo para um funcionário do HSBC, de 24 anos, que saía da agência e roubou uma pasta que estava com ele. Um vigilante, de 31 anos, da agência também saía no momento e teve a mochila roubada.

De acordo com o policial que testemunhou o crime, um comparsa do bandido que estava na moto descia a pé pela calçada no sentido shopping/centro pegou os objetos roubados, colocou na mochila que carregava nas costas e subiu na garupa da moto.

Ao ver a ação, o investigador colocou a arma dentro do capacete que carregava. Ao passar pelo homem, os bandidos perguntaram se ele era policial e ele então ergueu a camiseta, mostrando que não havia nada na cintura, portanto, não era.

Os bandidos continuaram a fuga pela calçada sentido à rua Pedro Celestino e atiraram em direção ao policial, que caiu no chão e revidou. Quando os tiros acabaram, ele ficou sabendo que uma jovem havia sido atingida.

Daniele foi ferida nas costas e está na Santa Casa. Ela está consciente, orientada e conversando normalmente.

Foram roubados documentos pessoais, dinheiro, celular, máquina fotográfica e cartões. Nenhum suspeito foi preso.



Concordo com o Maximiliano...parabéns à Polícia Civil pela rapidez em provar que a bala que atingiu a moça, não foi da arma do Policial Civil.
 
Leize Demétrio da Silva em 24/02/2011 08:46:18
vejo a violencia aumentando a passos largos em nossa cidade e quem paga a culpa são os cidadãos de bens e trabalhadores.Não fugindo a responsabilidade social, precisamos q politicos criem e votem leis q protejam os cidadãos. Também só colocar a culpa na policia não trará solução.
 
jurema cabral em 23/02/2011 08:00:54
É lamentavel o que ocorreu. A cidade de Campo Grande expandindo rápido, sendo esse o preço que pagamos pelo desenvolvimento. Agora só falta iguala-mos as grandes cidades, como Rio e São Paulo.
 
Rodrigo Alves em 23/02/2011 07:56:27
Bom dia priscila antes de criticar a atitude do policial tem que ter conhecimentos dos fatos, realmente o tiro que infelismente acertou a jovem foi dado pelo bandido,eu estava presente eu vi toda a cena, acho que o policial agiu de forma correta, nao vamos misturar as coisas se na sua opiniao existe maus policiais, denuncie vc tem todo o direito
 
GENIVALDO INACIO PEDROSO em 23/02/2011 07:51:37
Pois é.... não intendo + nada
c a polícia nao age ela e omissa
c age acontece um tiro desse e culpa do policial
assim e os governantes na real
A POPULAÇAO NÃO SABE DE ++ NADA
NÃO SAB OQ QUER
assim que a populaçao souber oque eles querem
vai dar certo assim vamos conseguir muita coisas!!!!!



 
Ana Paula f costa em 22/02/2011 07:31:51
Nossa o laudo pericial ficou pronto rápido hein?
 
maximiliano nahas em 22/02/2011 04:58:09
Foi-se o tempo em que roubava-se pra comer, hoje vagabundo roba é pra comprar droga, e viciado não avalia riscos e nem nada pra adiquirir a maldita...
o desarmamento veio pra isso, pra dar mais segurança aos vagabundos e viciados, e vitimar gente de bem, Há uns 15 ou 20 anos atraz nenhum marginal se atreveria a arquitetar um plano desses, pois sabia que tromparia com gente armada na rua, alem dos seguranças ( que trabalham de mãos amarradas e nada podem fazer)
O estado que nega o direito de defesa do cidadão é quem tera que ressacir as vitimas deste episódio.
 
Danilo Filho em 22/02/2011 04:30:58
Numca o tiro sai da arma de um policial sempre do bandido ! Por mas que provem que saiu do policial eles falam ao contrario.Em campo grande tem sim muitos policias que fazem seu trabalho e cumprem seu papel,mas tem uns que nem merem a farda que usam pois não são diguinos.
 
Ana Priscila em 22/02/2011 04:27:42
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions