ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUARTA  03    CAMPO GRANDE 14º

Capital

Transporte público se estende a funcionários de farmácias e mercados

Reunião na próxima segunda-feira (30) vai definir se irá ampliar o número de linhas que estão atuando

Por Leonardo Rocha e Danielle Errobidarte | 28/03/2020 13:21
Transporte coletivo em Campo Grande (Foto: Paulo Francis)
Transporte coletivo em Campo Grande (Foto: Paulo Francis)

O transporte público coletivo de Campo Grande vai se estender a partir de segunda-feira (30) aos funcionários de farmácias e supermercados. Esta decisão foi tomada nesta manhã (28), após reunião do prefeito Marquinhos Trad (PSD), com o Consórcio Guaicurus, MPE (Ministério Público Estadual) e representantes do setor comercial.

Estes profissionais também poderão usar o transporte, porque fazem parte dos serviços considerados essenciais à população, que estão em funcionamento na Capital. Haverá uma nova reunião na próxima segunda-feira (30) entre o prefeito e a direção do Consórcio Guaicurus, para saber se haverá necessidade de ampliar as linhas que estão em atuação, que no momento com 22 (linhas).

Outro ponto é saber como “filtrar” estes profissionais para que não haja aglomeração de pessoas dentro dos ônibus, que poderia contribuir para propagação do coronavírus. Depois do decreto suspendo o transporte (público), só estavam usando estes veículos os trabalhadores da área de saúde.

Durante esta interrupção, os supermercados e farmácias estavam pagando transporte individual para seus funcionários, que antes utilizam os ônibus para chegar ao trabalho. O diretor-presidente do Consórcio Guaicurus, João Resende, disse que ainda vai avaliar se é preciso ampliar as linhas que estão em atividade.

O prefeito também adiantou que nesta próxima reunião (segunda-feira), irão discutir a possibilidade de estender o transporte coletivo para (funcionários) construção civil, lanchonetes e outros serviços.