A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

04/02/2014 10:34

Travesti assumiu execução de policial para aliviar situação do irmão

Graziela Rezende

Na fase de conclusão do inquérito policial que investiga a morte do investigador Dirceu Rodrigues dos Santos, 38 anos, a Polícia já descobriu que o autor dos disparos foi Alexandre Gonçalves Rocha, 19 anos. Em um primeiro depoimento, Alexsandro Gonçalves Rocha, a Alexia 21 anos, confessou o crime na intenção de “aliviar a barra” do irmão, já que Alexandre respondeu por um homicídio, quando adolescente infrator.

Assim que levados em flagrante para a 5ª delegacia de Polícia, Alexsandro disse ser o atirador. No entanto, com a realização do exame residuográfico (aquele que verifica a existência de pólvora nas mãos), além de verificar a altura aproximada do corpo do atirador e demais contradições, a Polícia constatou que Alexsandro estava mentindo. Ele também possui um antecedente em flagrante por roubo e agora responde pela participação no homicídio do policial.

“Vamos encaminhar o inquérito na sexta-feira, que é o prazo de conclusão. Mas vamos continuar com os autos complementares, já que ainda faltam esclarecer detalhes como saber se o preso que estava no carro, aos cuidados do Dirceu, estava algemado, o que chamou a atenção dele para descer do carro e socorrer o Osmar, além do momento em que Alexandre reagiu e atirou nele”, afirma o delegado Jairo Carlos Mendes, titular da 5ª Delegacia de Polícia.

Reprodução – Para esclarecer outras dúvidas, a Polícia ainda apurou que Dirceu estava com um preso no carro, enquanto Osmar desceu para recuperar a jóia roubada. Ele então, conforme testemunhas, teria escutado um grito ou um pedido de socorro, quando desceu para ajudar o amigo policial e foi alvejado.

Dirceu foi baleado com dois tiros na testa e na nuca, há seis dias, no bairro Campo Nobre, em Campo Grande. O bando ainda levou o carro onde ele estava, segundo informações preliminares. Ele investigava com Osmar o roubo de jóias, sendo só uma corrente avaliada em R$ 80 mil.



Está muito complicada e confusa esta história, até porque segundo consta, o Dirceu era um investigador experiente e calejado.
Com a confissão do travesti, muda-se as regras do jogo, e ainda tem muita coisa para ser esclarecida pela polícia.
 
VALDIR VILLA NOVA em 04/02/2014 13:59:31
Travesti, bandido,... Que família hein...
 
Carlos Magno em 04/02/2014 13:45:39
Essa só assumiu pois na cadeia vai estar no paraíso dos travestis! Cheio de homens sem ou com poucas visitas íntimas, ela será a rainha do pedaço!
 
Alexandre de Souza em 04/02/2014 12:08:37
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions