A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

09/03/2018 11:43

Três semanas após Carnaval, região da Praça do Papa tem até fantasia no chão

Moradores da região reclamam de mato alto em terrenos abandonados, que facilitam proliferação de insetos

Bruna Kaspary
Fantasias de cavalos foram encontradas próximo ao final da passarela do samba (Foto: Bruna Kaspary)Fantasias de cavalos foram encontradas próximo ao final da passarela do samba (Foto: Bruna Kaspary)

Os moradores do bairro Lar dos Trabalhadores, principalmente aqueles que vivem próximo à Praça do Papa, estão convivendo com um problema constante no bairro; o abandono dos terrenos no arredor da praça. Há cerca de um mês o local foi palco do desfile das escolas de Samba da Capital, e até fantasias foram descartadas por lá.

De acordo com a aposentada Pedrosa Paes, de 79 anos, nunca houve uma manutenção constante nos terrenos. "Moro aqui há 40 anos, e sempre foi assim. Antes meu marido que limpava esses terrenos, agora quem faz isso é meu filho, ninguém nem sabe de quem é esse terreno", reclama.

 

Além de mato alto, terrenos são depósitos de lixo (Foto: Bruna Kaspary)Além de mato alto, terrenos são depósitos de lixo (Foto: Bruna Kaspary)

Ela lembra que, além do mato alto, muito lixo é descartado nesses locais, principalmente na rua de trás do supermercado, há duas quadras da praça. "Aquela rua morreu, somente os caminhões que irão descarregar ficam lá, nem iluminação tem", completa o filho da aposentada, Alberto Paes, de 58 anos.

A rua em questão é a Camilo Meres, entre a Zákia Nahas Siuf e Alfredo Scaff. No local foram encontrados lixo de todos os tipos, de sofás e colchões até fantasias de foliões que desfilaram em uma das escolas de samba e retiraram os adornos, abandonando-os no meio do caminho.

Conforme o arquiteto Cláudio Guimarães, de 50 anos, é uma briga constante para que não sujem as calçadas do outro lado da rua que mora. "Sempre sou eu que limpo ali, e quando vejo que tem alguém jogando lixo não penso duas vezes para arrumar encrenca. Não é na frente da casa deles que está ficando sujo, né?".

Acúmulo de lixo começa com podas de árvore descartadas em locais indevidos, segundo moradores (Foto: Bruna Kaspary)Acúmulo de lixo começa com podas de árvore descartadas em locais indevidos, segundo moradores (Foto: Bruna Kaspary)

Nenhum dos moradores sabe ao certo dizer de quem são os terrenos, a única certeza que têm é que eles só são limpos próximo ao final do ano, em época de eventos grandes.

Um comerciante da região, que preferiu não se identificar, diz que, fora nessas situações, terceiros limpam os terrenos, mas com intenções de usar como estacionamento. "Quem está usando limpa ele, mas só até a metade, o resto continua alto. Sem contar que recentemente passaram o arado no terreno, então está todo irregular, acho que nem para estacionamento vão conseguir usar mais".

Denis Vicente, de 45 anos, também é morador da região e lembra que, além da sujeira e mato alto, insetos e animais peçonhentos também são transtornos recorrentes. "Aparece frequentemente escorpiões e até cobras por aqui, sem contar que é criadouro para insetos também, principalmente mosquitos".

Em nota, a Prefeitura Municipal informou que, ao todo, são 280 áreas públicas que necessitam de manutenção e em breve, a há um planejamento para executar um plano de revitalização, mas ainda sem data para início.

Direto das Ruas - A sugestão de matéria chegou ao Campo Grande News por meio do Direto das Ruas, nosso canal de interação do leitor com a redação.

Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99955-2040, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook.

 

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.

 

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions