A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

13/03/2016 18:00

Trio elétrico para e representantes discursam para 60 mil pessoas

Priscilla Peres, Viviane Oliveira e Antonio Marques
Manifestantes marcharam das 16h às 18h, pela avenida Afonso Pena. (Foto: Marcos Ermínio)Manifestantes marcharam das 16h às 18h, pela avenida Afonso Pena. (Foto: Marcos Ermínio)

O protesto que acontece nesta tarde, em Campo Grande, reúne 60 mil pessoas, segundo o Tenente Coronel Renato Tolentino, da Polícia Militar, um dos comandantes da segurança do ato.

De acordo com uma das organizadoras do protesto, Juliana Pontes, do Movimento Reaja Brasil, eles estimam público de 150 mil pessoas, divididas entre 52 grupos além da população em geral.

Parte dos manifestantes começam a dispersar da multidão, enquanto outros acompanham o trio elétrico. Um grupo deve seguir até os altos da avenida Afonso Pena, dando continuidade ao protesto.

Um grupo ligado ao movimento "Chega de Impostos" parou em frente ao MPF (Ministério Público Federal) de MS, na avenida Afonso Pena, cantou o Hino Nacional enquanto uma bandeira do Brasil era hasteada em um guindaste. Eles gritavam "nossa bandeira jamais será vermelha".

Vinícius Siqueira, um dos líderes do "Chega de Impostos", disse que o ato em frente ao órgão também foi para cobrar o andamento da Operação Lama Asfáltica, que investiga irregulares em obras do Estado.

Enquanto isso, outro grupo está parado na avenida Afonso Pena com a rua Paulo Coelho Machado (antiga furnas), onde está o trio elétrico. Representantes de instituições e autoridades que apoiam o movimento, discursam neste momento.

De acordo com o Tenente Coronel Renato, há polícia em toda a região central para evitar furtos e roubos, além dos pontos de ônibus. São 560 policiais militares, fora a Guarda Municipal com 20 homens. Até o momento não foram registradas ocorrências pela Polícia Militar.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions