A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

13/03/2016 16:40

De bandeira a espetinho, protesto é chance para complementar renda

Bianca Bianchi e Fernanda Yafusso
Lana Batista reservou mil unidades de bandeiras, cornetas e apitos (Foto Alan Nantes)Lana Batista reservou mil unidades de bandeiras, cornetas e apitos (Foto Alan Nantes)

A expectativa de uma grande movimentação de pessoas para o protesto que pede o fim da corrupção e o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) na tarde deste domingo (13) atraiu muitos vendedores ambulantes para a Praça do Rádio Clube, onde acontece a concentração do protesto. De bandeira do Brasil, a camisetas, cornetas e churrasquinho, muitos enxergam o protesto como uma oportunidade para complementar a renda.

Para a segurança Elaine Barroso, 39 anos, a venda de 100 unidades de bandeiras, camisetas e chapéus deve gerar um lucro de R$ 400,00. A renda familiar dela e do esposo, Júlio Batista, 30 anos, que trabalha como vendedor em uma loja de roupas, não passa dos 1.800,00 por mês.

Com o calor de mais de trinta graus que faz na Capital na tarde de hoje, a funcionária pública Fátima da Cruz, 43 anos, apostou na venda de água e água de coco para os manifestantes. Ela tem também camisetas verde-e-amarelo e bandeiras que sobraram da Copa de 2014.

“Juntos, meu esposo e eu ganhamos R$ 2.500,00 por mês. Só hoje, pretendo lucrar R$ 500,00”, declarou Fátima.

A vendedora Lana Batista, 39 anos, já esteve em outras manifestações com bandeiras, cornetas e apitos. Para hoje, reservou mil unidades desses três itens e está animada com as vendas.

“Bastante gente é sempre sinônimo de boas vendas. Estou confiante”, disse Lana.

Protesto - O evento é organizado pelos movimentos Reaja Brasil, Chega de Impostos, Pátria Livre, Democrático Pró-impeachment, além de instituições como Rotary Clube e Maçonaria. A manifestação acontece desde às 16h e o grupo de pessoas já ocupa cerca de quatorze quadras da avenida Afonso Pena. A previsão é que o evento termine por volta das 19h em frente ao Ministério Público Federal.

Com as vendas de hoje, Elaine Barroso quer lucrar, pelo menos, R$ 400,00 (Foto: Alan Nantes)Com as vendas de hoje, Elaine Barroso quer lucrar, pelo menos, R$ 400,00 (Foto: Alan Nantes)
Vendedores aproveitam para complementar renda (Foto: Alan Nantes)Vendedores aproveitam para complementar renda (Foto: Alan Nantes)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions