A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

15/08/2014 17:20

Trio sequestrou e degolou pintor porque "ele falava mal do patrão"

Filipe Prado
Os acusados foram presos entre ontem e hoje na Capital (Foto: Divulgação)Os acusados foram presos entre ontem e hoje na Capital (Foto: Divulgação)

Três pessoas foram presas na manhã de hoje (15) acusados de sequestrar e degolar com um facão o pintor Lauri Borges, 41 anos, desaparecido desde o dia 1º de julho. Após o crime, os acusados ainda enterraram o corpo do pintor em uma área rural na BR-163, conhecida como Cascalheira.

Fabrício Ramão Santos Romeiro, 31, foi preso pela autoria do crime. Flávio Luís Santos Romeiro, 27, e Renan Aguiar dos Santos, 20, ajudaram a matar o pintor. 

Conforme a DEH (Delegacia Especializada de Homicídios), Fabrício foi localizado na manhã de ontem (14), minutos após ter chego a Campo Grande, vindo da cidade de Mirassol (SP). Ele era considerado foragido.

O motivo do crime teria sido fútil. Segundo Fabrício, ele era patrão de Lauri, que alegava que não recebia o pagamento de salários em dia. O acusado chamou o irmão, Flávio, e o primo, Renan, para ajudar no homicídio.

 

Eles utilizaram uma enxada para agredir e um facão para degolar Lauri (Foto: Divulgação)Eles utilizaram uma enxada para agredir e um facão para degolar Lauri (Foto: Divulgação)

Os acusados confessaram que sequestraram Lauri e, no veículo de Fabrício, começaram agredí-lo com o cabo de uma enxada. Depois, com um facão, realizaram vários golpes contra o pescoço da vítima, degolando-o.

Lauri foi amarrado pelo acusados e arrastado, pelo pé, até a cova improvisada na BR-163.

Fabrício, Flávio e Renan foram indiciados pelos crimes de homicídio doloso e ocultação de cadáver e responderão o processo em liberdade.

A polícia ainda realiza diligências para encontrar um possível quarto envolvido no sequestro e morte do pintor.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions