A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

18/03/2018 07:30

Último dia da biometria tem confusão em fila que começou às 20h de ontem

Antes das 7h de hoje, fila já virava esquina, tomando conta da rua 14 de julho; atendimentos começaram às 6h45

Liniker Ribeiro e Mirian Machado
Diomário tentou apresentar título para justificar troca de lugar na fila com o irmão, mas não conseguiu (Foto: Saul Schramm)Diomário tentou apresentar título para justificar troca de lugar na fila com o irmão, mas não conseguiu (Foto: Saul Schramm)

O último dia da biometria começou movimentado no prédio do Memorial da Cultura, localizado na avenida Fernando Corrêa da Costa, em Campo Grande. A movimentação, que começou às 20h30 de ontem, rendeu protestos e causou confusão entre pessoas que passaram à noite no local e organizadores.

Diomaro da Conceição Soares, mototaxista, chegou no início da madrugada, por volta de 1h, para poder guardar o lugar do irmão, o jogador de futebol Caio dias. Mesmo com placas espalhadas pelo local indicando a proibição, Diomaro pensou que não teria problemas em apenas trocar de lugar com ele.

“Eu já fiz meu título, meu irmão estava trabalhando e não conseguiu chegar mais cedo. Só guardei lugar pra ele, ou seja, não são duas pessoas que vão ficar na fila, nós só queremos trocar, mas eles não deixam”, explicou o mototaxista que, pouco antes das 7h, já estava na parte de dentro da Fundação de Cultura, enquanto o irmão estava do lado de fora.

Junto de outra pessoa, uma mulher que afirmou ter passado a noite para guardar o lugar do marido, o trabalhador tentou argumentar com a organização, mas não conseguiu fazer a troca. Quem também enfrentou problemas hoje cedo, foi a atendente Bruna Lezcano.

“Eu e minha amiga chegamos aqui por volta das 22h e logo a fila começou a crescer. Não dormimos só para estar aqui cedo e minha amiga só percebeu hoje de manhã que estava sem o RG. Ela conversou com a organização e pediu para ir em casa buscar. Eles deixaram e, quando voltou, não deixaram ela entrar, ela teria que voltar para o final da fila e acabou desistindo”, afirmou.

 

Movimentação começou cedo no Memorial da cultura de lugar na fila com o irmão, mas não conseguiu (Foto: Saul Schramm)Movimentação começou cedo no Memorial da cultura de lugar na fila com o irmão, mas não conseguiu (Foto: Saul Schramm)
Nem mesmo a garoa fina que caiu no local, no início da manhã, impediu que as pessoas ficassem na fila (Foto: Saul Schramm)Nem mesmo a garoa fina que caiu no local, no início da manhã, impediu que as pessoas ficassem na fila (Foto: Saul Schramm)

Os atendimentos neste domingo (18) tiveram início às 6h45, quando Suelen Aredes, de 22 anos, a primeira da fila, foi chamada. A jovem, que trabalha como coordenadora de marketing revelou ao Campo Grande News ter chegado ao local às 20h30 de ontem (17). “Eu acompanhei pela imprensa que ontem a fila já estava dando volta na quadra, às 4h, então percebi que não adiantaria eu vir de madrugada. Para eu ser a primeira, tive que antecipar minha vinda”, afirmou.

A situação não foi diferente neste domingo. Logo cedo, a fila chegava a dobrar a esquina, tomando conta também da rua 14 de Julho. Mesmo se prevenindo em chegar cedo, Suelen revelou não ter feito grandes preparativos para estar no local. “Não consegui fazer antes porque trabalho em dois estados, aqui e no Mato grosso, e precisava dar um jeito de ser atendida rápido. Não trouxe banco, água, nada, mas me preparei psicologicamente para estar aqui”, explicou a jovem.

Ainda segundo ela, o próximo da fila chegou cerca de 20 minutos depois, sendo que aos poucos, outras pessoas foram chegando. A maior concentração foi registrada a partir das 4h, quando nem mesmo a garoa fina que caiu sobre Campo Grande, atrapalhou quem chegou cedo ao local.

Procedimento - Por dia, só no Memorial da Cultura são registrados 4 mil atendimentos, nesta sexta-feira (16) um total de 4,2 mil. Ao todo, com a soma dos pontos chegam a 8 mil. O prazo para quem irá fazer o primeiro título ou transferência, não encerra neste domingo (18), mas no dia 9 de maio. A meta era cadastrar 80% da população, e até ontem já havia atingido os 88%.

O TRE-MS fez uma parceria com a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito). O Fórum Eleitoral funcionará entre 8h e 17h no sábado e domingo e para facilitar o acesso dos eleitores ao Parque dos Poderes, haverá reforço nas linhas 230 (Terminal Nova Bahia/Parque dos Poderes) e 521 (Parque dos Poderes/Centro). O atendimento também ocorrerá no Memorial da Cultura nos mesmos dias e horários.

O eleitor deve levar via original de um documento oficial de identificação com foto e comprovante de residência atualizado. Homens maiores de 18 anos que irão tirar o título pela primeira vez, devem também apresentar o comprovante de quitação do serviço militar, com cópia.



Absurdo! esses funcionários é que estão atrapalhando com a falta de bom senso. Muitos desistem pela demora. Passamos mt raiva no Juizado... eles passaram mais de 30 à frente deixando a numeração parada. Muitos desses saiam andando normalmente fora do estabelecimento.
 
Hélia De Albuquerque Palhares em 18/03/2018 08:28:47
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions