ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUARTA  30    CAMPO GRANDE 38º

Capital

Vans farão transporte de trabalhadores com passagem a partir de R$ 5

CDL e Sindicato adotaram medida para driblar atrasos causados pelos ônibus em Campo Grande

Por Ana Paula Chuva | 06/08/2020 15:19
Vans escolares paradas na Esplanada Ferroviária. (Foto: Arquivo | Kisiê Ainoã)
Vans escolares paradas na Esplanada Ferroviária. (Foto: Arquivo | Kisiê Ainoã)

Para driblar a crise atual do transporte coletivo urbano, durante a pandemia da covid-19, a CDL (Câmara do Dirigentes Logistas de Campo Grande) e o Sinte-MS (Sindicato dos Transportadores Escolares de MS) farão o transporte dos trabalhadores da Capital em vans com o valor médio da viagem a R$ 5.

Conforme a CDL, a decisão foi tomada após muitas reclamações dos empresários pelo atraso dos trabalhadores, devido aos horários restritos no transporte coletivo, durante a pandemia. Ao todo serão 200 vans escolares fazendo o transporte para os trabalhadores do comércio.

“Muitos empresários têm procurado a CDL Campo Grande para relatar problemas, como falta de ônibus, que causam atrasos nos trabalhadores, superlotação que coloca vidas em perigo, além do custo altíssimo, especialmente por se tratar de um serviço público e agora a ameaça de paralisação, em plena véspera de dia dos pais”, destacou o presidente da CDL Adelaido Vila.

Em nota, a CDL destaca que o transporte de vans está autorizado pelo decreto municipal n° 14.260 de 22 de abril de 2020, e que os proprietários dos veículos estão adotando todas as medidas de biossegurança como higienização e exigência do uso da máscara. A liberação foi solicitada pelos donos de Vans à prefeitura, porque perderam as mensalidades dos alunos, agora em aulas remotas.

 "Além disso, esses nossos parceiros, que estão sem trabalho desde março, quando todas as atividades foram suspensas, poderão ter algum faturamento neste período de pandemia e assim garantir seu sustento", diz Adelaido.

O preço médio da viagem será de R$ 5, mas dependerá do trajeto considerando distância e local de embarque e desembarque do passageiro.

Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Como vai funcionar – De acordo com o projeto serão feitos contatos diretamente com as empresas do comércio para combinar o transporte dos funcionários e, as que contratarem os serviço, deverão informar os nomes e os destinos dos passageiros.

O valor cobrado será de R$ 5 por passageiro e por trajeto e o pagamento poderá ser feito por pacote ou diretamente ao Sinte-MS por viagem.

A principio as vans sairão dos Shoppings Norte Sul, Campo Grande e Bosque dos Ipês e terão como destinos os bairros Nova Lima, Maria Aparecida Pedrossian, José Abrão, Santa Emília, Moreninha e adjacências. Já os horários deverão ser combinados levando em conta os decretos vigentes.

O trajeto será feito pela linha de ônibus e ruas combinadas para otimizar o caminho, mas para os empresários, a CDL informa que é possível solicitar ao Sindicato que abra outras linhas, caso nenhuma dessas atenda o itinerário dos funcionários da empresa.

Para participar as empresas podem entrar em contato pelo (67) 99121-8046.


* Matéria editada às 16h20 para acréscimo de informações.

Regras de comentário