A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

09/07/2013 09:53

Vereadores vão à empresa recém criada que levou 1,5 mi da prefeitura

Ângela Kempfer e Jéssica Benitez
Sede da Salute, na rua das Garças. (Foto: Marcos Ermínio)Sede da Salute, na rua das Garças. (Foto: Marcos Ermínio)

Dois vereadores resolveram visitar na manhã de quarta-feira, a sede da empresa Salute Distribuidora de Alimentos. Flavio Cesar (PTdoB) irá como presidente da Comissão de Educação da Câmara e Carla Stephanini (PMDB) em nome da Comissão de Assistência Social.

Eles resolveram verificar no local denúncias de favorecimento à empresa criada há3 meses, que funciona em uma sala pequena na rua das Garças, número 372.

A Salute ganhou um contrato de R$ 1,5 milhão, para fornecimento de alimentação à prefeitura de Campo Grande, mas tem uma sede bem modesta, à altura do capital social da empresa, que é de R$ 50 mil.

A sede fica em uma galeria com 3 salas de aparentemente cerca de 10 metros quadrados. Nos últimos dois dias, ninguém foi encontrado no local. O portão está cadeado e as duas outras salas estão vazias.

“Por enquanto vamos ver in loco qual é a situação, para investigar irregularidades. Mas a parte contratual caberá à CPI do Calote”, explica Flávio César.

O presidente da comissão que investiga a falta de pagamento aos fornecedores do município, Paulo Siufi garante que vai averiguar, mas já levanta suspeitas sobre ao contrato com a Salute. “Não e possível que uma empresa criada em abril ofereça preços menores que os de mercados atacadistas que estão aí há anos”, argumenta
Em seis meses de gestão de Alcides Bernal, pelo menos duas empresas contratadas têm capital social muito inferior à verba pública que devem receber pela serviço prestado ao Executivo.

A Salute nem sequer, ganhou licitação e levou o contrato de R$ 1,5 milhão. Já a Mega Serv levará mais R$ 4 milhões para limpeza de postos de saúde, apesar de o capital ser de R$ 600 mil.

Aberta em 19 de abril deste ano, a Salute abocanhou 43 itens do “Processo n. 46837/2013-20”, conforme o Diogrande do dia 1° de julho, e acabou faturando o serviço para fornecimento de alimentos direcionados à SAS (Secretária Municipal de Assistência Social), totalizando valor superior a R$ 1,5 milhão. Ainda segundo publicação do Diário Oficial a contratação dispensou licitação e tinha como critério o menor preço.

Entre as entregas que deverão ser feitas pela prestadora de serviço, estão quase 20 mil quilos de frango, mais de 40 mil pacotes de biscoito, 46 mil quilos de feijão carioquinha, entre outros alimentos que também devem ser entregues em grande demanda.

O registro da Receita Federal revela que não existe "título do estabelecimento" (nome fantasia). Na internet a empresa não possui pagina oficial para melhor informação do cliente, nem vestígio de registro em redes sociais.

Guarda oferece palestra sobre prevenção e combate às drogas em Uneis
Jovens da Unei (Unidades Educacional de Internação) Dom Bosco e da Unidade de Internação Feminina Estrela do Amanhã, em Campo Grande, receberam pales...
Cadastramento biométrico é oferecido pela Carreta da Justiça em Anhanduí
Desde o início desta semana a Carreta da Justiça está realizando atendimentos da biometria no distrito de Anhanduí, no município de Campo Grande, gra...


HAM TA. QUER DIZER QUE PORQUE A EMPRESA É PEQUENA NÃO PODE!TRABALHAR NÉ, NÃO SABIA DISSO, ENTÃO NÃO SE PODE MAIS ABRIR EMPRESA, POIS OS VEREADORES IRAM FISCALIZAR, EMPRESA PEQUENA TAMBEM TEM ELEITORES SÓ NÃO FINANCIA CAMPANHA, POIS POR DE TRAS DESTA FISCALIZAÇÃO HÁ ALGUM INTERESSE PODE APOSTAR.
 
carlos ortiz em 09/07/2013 17:25:02
E IMCRIVEL NA EPOCA DO SEU NERSO OS VEREADORES NAO FAZIA ESSE TIPO DE IN LOCO , NINGUEM COMENTAVA NADA ,NEN FISCALIZAVA NADA,,,ESTRANHO NE, OLHA O POVA DENTRO DA CAMARA DE NOVO , O BRASIL ACORDOU , CAMPO GRANDE TAMBEMMMMMMMMMMMMMMMM.
 
junior silva em 09/07/2013 14:03:40
VEREADORES RESOLVERAM TRABALHAR!!!!!!!!!! ...........MAS QUE MARAVILHA!!!!!!!!!!!.......É SÉRIO???????????.............
Uai, sô!!!!! Estou cada dia mais convencido de que foi bom demais, ter votado nesse tar de Bernar. O omi está operando verdadeiros milagres. Quem nunca falou, está falando, Quem nunca ouviu, está ouvindo. Quem nunca andou, está andando, Quem nunca perguntou, está perguntando, Eu não sabia que ia ser tom bom assim, sô. Eta trem bom demais da conta.
 
JOSÉ NASCIMENTO em 09/07/2013 13:44:17
O que importa é se os alimentos irão chegar as escolas. Se a empresa fica em um cubículo ou não tem pagina no Facebook, isso pouco importa. O importante é cuidar as entregas, pois não duvido nada as entregas serem desviadas por pessoas de má fé!!!
 
Thiago Marques em 09/07/2013 12:25:19
nossa como você é observador sr João ximenes, só gostaria que o sr explicasse como cuidar da segurança e da saúde se não houver dinheiro em caixa, pois estes estão sendo evacuados pelo setor de alimentação e da higiene, talvez o sr consiga fazer nossos nobres vereadores perceberem que roubo do dinheiro da população não caracteriza crime, legal sua visão, legal mesmo .
 
ceres almeida em 09/07/2013 12:10:28
Srs. Vereadores e bom fiscalizar, alias e mais que a obrigação dos senhores, coisa que não foi feita na gestão passada no caso essa pouca vergonha dos hospitais dinheiro do sus, ta comprovado que antes de aumentar o repasse de verba para a saúde tem que acabar com a roubalheira do dinheiro publico, quanta a essa empresa e bom ficar atento, por que algum tempo tinha um GARI que era empresario aqui em campo grande, e não sei se ja era o bernal o prefeito, alias como que esta esse caso. Cuidado bernal para você não virar um artuzi.
 
Helio Cristaldo em 09/07/2013 10:44:51
porque voces vereadores nao percorrem a cidade após as 23:00 horas, porque não andam a pé no centro da cidade após este horário ou nao verificam o caos que esta o transito da cidade ou os hospitais que estão caindo aos pedaços, tem tanta coisa com mais urgencia para voces estarem fiscalizando
 
Joao Ximenes em 09/07/2013 10:30:03
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions