A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

21/01/2018 09:12

Vestibular tem de candidato que passa mal a eliminado por causa do RG

Provas estão sendo realizadas em três locais diferentes da Capital e também em municípios do interior

Liniker Ribeiro e Mirian Machado
Ambulância do QualiSalva durante atendimento a um candidato do vestibular da UFMS (Foto: Paulo Francis)Ambulância do QualiSalva durante atendimento a um candidato do vestibular da UFMS (Foto: Paulo Francis)

Depois de oito anos tendo o Sisu (Sistema de Seleção Unificada) como único meio de acesso aos cursos, a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) retomou, neste domingo (21), a realização do vestibular como método para que novos alunos ingressem na universidade, mas nem todos os inscritos tiveram sucesso em realizar a prova. Logo nos primeiros minutos do exame, teve candidato precisando de atendimento médico e outro que não conseguiu fazer a prova por problemas com a identificação.

Em um dos locais de realização do vestibular, na própria sede da universidade, um candidato não identificado passou mal e precisou ser atendido por uma equipe da QualiSalva. Segundo os organizadores, ele teve uma crise de ansiedade e precisou de atendimento para ter certeza de que teria condições de realizar a prova.

Após um exame rápido de Glicemia, para medir o nível de glicose no sangue, o candidato foi liberado e voltou para a sala.

Na Uniderp, um outro candidato não conseguiu prestar o vestibular por problemas na identificação. Segundo ele, os organizadores não aceitaram a o documento de identidade apresentado, por ter sido tirado em 2007 e estar sem assinatura.

"Eu cheguei no horário da prova, por volta das 7h40, olhei no mural o local da minha sala, tudo estava certo, mas quando cheguei na sala a moça me levou para um local de identificação especial, me mostrou o edital e disse que eu não poderia fazer a prova se eu fosse analfabeto ou minha identidade estivesse escrito 'infantil', o que não tem", explicou o estudante de odontologia, Antônio Rosseto.

Emitido em janeiro de 2007 e apesar de estar dentro do período legal de validade, o documento do candidato não possuí assinatura, mas para ele, teria de ter sido aceito para validar sua participação. "Eu sei que é preciso trocar o documento de dez em dez anos, mas nunca me falaram que eu precisava fazer isso porque ele não tem assinatura", justifica Antônio, que tentaria transferência do curso para a universidade pública.

Candidato sendo revistado com detector de metais antes de fazer prova (Foto: Paulo Francis)Candidato sendo revistado com detector de metais antes de fazer prova (Foto: Paulo Francis)

Prova - Os candidatos têm até o meio-dia para concluir a prova, que é objetiva e de caráter eliminatório e classificatório. O exame consiste em 60 questões objetivas de múltipla escolha, elaboradas na perspectiva interdisciplinar, envolvendo conteúdos referentes à proposta curricular para o Ensino Médio.

As provas serão aplicadas nos municípios de Aquidauana, Chapadão do Sul, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã e Três Lagoas. Para os candidatos ao curso de Música – Licenciatura, além da Prova Objetiva, será aplicada a Prova de Habilidades Musicais.

Conforme divulgado pela universidade, no total foram 13 mil inscrições para o vestibular, mas nem todos pagaram ou conseguiram isenção da taxa de inscrição. Os inscritos irão disputar 1.616 vagas de disponibilizadas pelos 111 cursos de graduação da universidade.

Além de medicina, com 3.456 inscritos que disputam 24 vagas, figuram na lista de mais procurados os cursos de Direito, com 633 candidatos inscritos; Odontologia, com 270 candidatos; Medicina Veterinária, com 259; Arquitetura e Urbanismo, com 221; Engenharia Civil, com 117 candidatos inscritos.

Em Campo Grande, as provas serão realizadas na UFMS, Uniderp e UEMS. Em todos os locais, delegados da Polícia Civil acompanhavam a realização da prova e estão atendendo possíveis ocorrências.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions