A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

05/02/2013 18:37

Vigilantes grevistas geram tumulto em agência bancária na UFMS

Gabriel Neris e Mariana Lopes
Agência do HSBC, na UFMS, foi palco de confusão na manhã desta terça-feira (Foto: Simão Nogueira)Agência do HSBC, na UFMS, foi palco de confusão na manhã desta terça-feira (Foto: Simão Nogueira)

Os vigilantes bancários que aderiram à greve desde sexta-feira (1) provocaram tumulto nesta terça-feira na agência bancária do HSBC dentro do Campus da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), em Campo Grande. A confusão foi armada para evitar que um vigilante cumprisse expediente no estabelecimento.

De acordo com os grevistas, o vigilante que não aderiu ao movimento foi deixado ainda de madrugada na agência pela empresa de segurança.

O gerente de serviços do HSBC, Éder Alce, contou que os grevistas bateram no vidro da agência e não queriam que o rapaz trabalhasse. A agência funcionou normalmente nesta terça-feira.

Os seguranças da UFMS tiveram que acionar a Polícia Militar para evitar que o tumulto desencadeasse em agressão. Os grevistas confirmaram que foram ao local para não deixar o rapaz trabalhar, mas negam qualquer confusão. “É um absurdo ir de madrugada e não ter contato com os grevistas”, reclamou um dos vigilantes.

No período da tarde, os vigilantes decidiram em suspender a greve por tempo determinado. Na sexta-feira haverá reunião entre TRT (Tribunal Regional do Trabalho), empresários e o SEESVIG (Sindicato dos Empregados em Empresas de Segurança e Vigilância Patrimonial, Eletrônica, Transporte de Valores, Escolta Armada, Escola de Formação de Vigilantes e Orgânicos de Campo Grande e Região).

Os grevistas voltam ao trabalho amanhã, porém ameaçam retornar o movimento se não houver avanço nas negociações. Atualmente, os vigilantes recebem R$ 988,56, que somado a gratificação chega a R$ 1,3 mil. De R$ 988, 9% é pago por risco de vida. Os trabalhadores pedem 30%.



É um absurdo o que esses grevistas fazem, temos testemunhos que veículos de vigilantes foram danificados, tendo seu pneus furados e motos riscadas pelos grevistas... Isso é movimento pacifico?
O sindicato de vigilantes de mato grosso do sul, não disse nada disso na midia né?
Profissional que é profissional pelo menos respeita o colega de profissão pô.
 
Lincoln Costa Urtado em 07/02/2013 09:01:35
Então, quem não aderiu deveria se recusar a receber os benefícios conquistados por aqueles que se expoem para atingir seus objetivos.
 
Mathias Hanns em 06/02/2013 09:27:26
Querem fazer greve? Ótimo, façam, é um direito. Agora, quem não quer também deve ter a opção respeitada. O problema com as greves é exatamente com esses ignorantes que cometem crimes em "defesa da categoria". Absurdo! Dizem defender direitos, mas não respeitam nenhum...
 
Filipe Alberto em 05/02/2013 21:48:53
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions