ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  10    CAMPO GRANDE 10º

Capital

Vinte famílias já estão em novos apartamentos entregues no Canguru

A partir de hoje (4) famílias podem se mudar para o local

Por Gabrielle Tavares | 04/07/2022 17:47
A partir desta segunda-feira (4), famílias estão autorizadas a se mudaram para os apartamentos. (Foto: Kísie Ainoã)
A partir desta segunda-feira (4), famílias estão autorizadas a se mudaram para os apartamentos. (Foto: Kísie Ainoã)

Nesta segunda-feira (4) famílias beneficiadas com apartamentos já podem se mudar para Residencial Jardim Canguru, no bairro com o mesmo nome, em Campo Grande. Cerca de 20 famílias, das 300, começaram a levar suas coisas hoje. O restante tem até o fim do mês para realizar a mudança.

De acordo com a presidente do conselho dos moradores, Aline do Prado, 32, logo no primeiro dia de mudanças já teve até cabos da fiação de um dos blocos furtados. “Os moradores me falaram, só não sei em qual foi. Teve outros problemas também, mas nada que não pode ser resolvido”, alegou.

Um dos moradores, Osmar Lima. (Foto: Kísie Ainoã)
Um dos moradores, Osmar Lima. (Foto: Kísie Ainoã)

O autônomo Osmar Lima da Gama, 31 anos, foi um dos moradores que não quis esperar para começar a vida na nova casa. Antes da entrega, ele morava com a esposa na ocupação que fica em frente ao condomínio, e nesta tarde, ele começou a levar os móveis com a ajuda de amigos.

“Vou precisar fazer umas três viagens no carro, hoje já vou dormir aqui. Esperei muito para conseguir”, disse.

A camareira Claudete Lopes, 42, ainda vai demorar mais dias para se mudar com a filha para o novo apartamento, mas já começou a organizar as coisas.

“Hoje vim dar uma olhada na bagunça, agora é correria pra arrumar né. Ainda não vou dormir hoje, vou ver o que falta, mas a expectativa é grande para vir logo, é uma conquista né”, relatou.

Outra moradora, camareira Claudete Lopes. (Foto: Kísie Ainoã)
Outra moradora, camareira Claudete Lopes. (Foto: Kísie Ainoã)

A maioria dos beneficiados eram moradores das ocupações aos arredores do residencial, assim como Osmar, e vivem em situação de vulnerabilidade social. Quando ficou sabendo da entrega dos novos apartamentos, o autônomo Caio Henrique, 27, resolveu ajudar as famílias que não conseguiam pagar por um serviço de frete.

A empresa “Du sobrinho”, que criou junto com sua tia, fez a mudança de três moradores só hoje. “Fizemos dois fretes de graça, e teve outro que fizemos com um preço bem mais em conta do que costumamos fazer. A situação ali é muito precária, então ajudamos como podemos”, disse.

Venda de apartamentos - O Residencial Canguru conta com 18 blocos de 16 apartamentos e um bloco com 12 moradias, totalizando 300 unidades. O investimento foi de R$ 24 milhões do governo federal e R$ 5 milhões do governo do Estado.

Autônomo Caio Henrique, que auxiliou famílias em mudanças. (Foto: Kísie Ainoã)
Autônomo Caio Henrique, que auxiliou famílias em mudanças. (Foto: Kísie Ainoã)

Um dia após a entrega do local, na sexta-feira (1º), já havia beneficiados anunciando a venda de apartamentos. A prefeita de Campo Grande, Adriane Lopes (Patriota), afirmou que se os casos forem concretizados, os imóveis serão tomados e repassados para novas famílias.

Claudio Marques Costa Junior, diretor de Atendimento, Administração e Finanças da Amhasf (Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários), afirmou que a pasta vai acompanhar as denúncias e acompanhar se as famílias sorteadas no programa Casa Verde Amarela se mudaram para os imóveis. “Ali já vamos identificar quem entrou e quem não entrou”.

Nos siga no Google Notícias