ACOMPANHE-NOS    
NOVEMBRO, TERÇA  24    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Violência segue na Capital: vingança termina em tiroteio e um baleado

Por Edivaldo Bitencourt e Filipe Prado | 28/07/2014 14:14
Manchas de sangue em oficina onde vítima de baleamento pediu socorro (Foto: Marcelo Calazans)
Manchas de sangue em oficina onde vítima de baleamento pediu socorro (Foto: Marcelo Calazans)

A onda de violência, que teve o maior número de assassinatos dos últimos anos para mês de julho, segue em Campo Grande. Um grupo foi tentar vingar um dos assassinatos ocorridos no fim de semana no Conjunto Mata do Jacinto e iniciaram um tiroteio no Jardim Montevidéu, na saída para Cuiabá. O irmão de um dos jovens mortos foi baleado e encaminhado para a Santa Casa de Campo Grande.

Segundo testemunhas, um grupo de se reuniu em uma casa na Rua Panonia, no Montevidéu, e jurou vingar a morte de Léo Valdez de Souza, 31, executado no Conjunto Mata do Jacinto na noite de sábado. Ele foi morto por dois homens em um veículo Ford Courier.

No entanto, após o grupo deixar a casa em motocicletas, eles iniciaram um tiroteio na Rua Panonia, no Jardim Montevidéu. Na troca de tiros, um dos homens, que ia vingar o homicídio, foi baleado.

De acordo com a Polícia Militar, o homem ferido é irmão de Adair José Gonçalve Batista, 21, que foi morto na Rua Panonia, na tarde de ontem.

Policiais militares fazem buscas na região em busca dos assassinos dos crimes de domingo. Eles encontram uma motocicleta CG 150, cinza, com placa de Aquidauana, e abandonada. O veículo foi apreendido porque estava com os documentos atrasados.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário