A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

28/03/2018 18:35

Vítimas de atentado desconfiavam de outro veículo antes de tiro atingir jovem

Familiares de Vitor Hugo Córdoba, de 18 anos, atingido por disparo, protestaram em frente de delegacia

Gabriel Neris e Anahi Gurgel
Familiares protestaram na tarde desta quarta-feira em frente de delegacia (Fotos: Paulo Francis)Familiares protestaram na tarde desta quarta-feira em frente de delegacia (Fotos: Paulo Francis)

As vítimas do atentado que atingiu Vitor Hugo Cordoba, de 18 anos, na noite de domingo (28) já estavam em estado de alerta com a presença de um outro veículo próximo a rua Maria Stuart, no Conjunto Residencial Estrela do Sul – região norte de Campo Grande.

Os adolescentes de 15, 16 e 17 anos contaram ao delegado Sérgio Luiz Duarte, titular da 2ª Delegacia de Polícia, que avistaram o veículo passando por eles e estacionado em uma rua paralela. Os meninos ficaram desconfiados e comentaram entre eles para terem cuidado. Instantes depois surgiu outro veículo efetuando cinco disparos.

Os meninos acreditam que os disparos surgiram do banco de trás do veículo. Eles não identificaram a marca, o modelo e nem mesmo a cor do veículo envolvido no crime. Familiares de Vitor Hugo acharam imagens de câmera de segurança que mostram um VW Gol, de cor azul escuro, passando pelo local. Um outro veículo, branco, também teria passado por eles e reduzido a velocidade.

Delegado afirma que polícia está ouvindo testemunhas para ajudar nas investigaçõesDelegado afirma que polícia está ouvindo testemunhas para ajudar nas investigações

O delegado disse que a equipe continua fazendo oitivas na região em busca dos suspeitos e de informações que levem aos carros investigados. Ele disse que ainda é difícil estabelecer uma linha de investigação e não descarta até mesmo uma tentativa de assalto. “A polícia está empenhada na resolução deste crime horrendo, não pode ficar impune”, comentou o delegado.

Familiares de Vitor Hugo, que está internado no CTI (Centro de Terapia Intensiva) da Santa Casa, protestaram hoje à tarde (28) em frente à delegacia pedindo agilidade nas investigações e cobrando justiça. Foram encontrados cinco cartuchos de pistola calibre .380. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions