A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

14/07/2014 17:42

Xodó de quatro taxistas do HR, gato adotado é morto a pauladas

Zana Zaidan
Fofão era atração para quem passava pelo HR, além de ser o xodó dos taxistas (Foto: Arquivo)Fofão era atração para quem passava pelo HR, além de ser o xodó dos taxistas (Foto: Arquivo)

Abandonado cinco anos atrás nas proximidades do Bairro Aero Rancho, e adotado por quatro taxistas do ponto 69, na rua lateral do Hospital Regional, o gato Fofão, que era a atração de quem passava pelo lugar e o xodó dos motoristas, foi encontrado morto na manhã de sábado (12).

Os taxistas suspeitam de que ele tenha sido agredido a pauladas, por isso, não querem deixar o caso passar impune, e prometem prestar queixa na Polícia.

Um vizinho do residencial Anhanduí, que fica em frente ao ponto de táxi, foi quem viu Fofão, caído próximo a uma grade do condomínio, e avisou os donos. “A cabeça estava muito ferida, inclusive, saía sangue do ouvido. Imaginamos que ele tenha sofrido, e isso é que o mais doí. Uma pessoa que tem coragem de fazer isso com um animal, não é de se duvidar que faça com gente”, lamenta Otacílio Gomes Teixeira, 53 anos, um dos taxistas que adotou o gato.

A ficha ainda não caiu, conta Otacílio. No ponto, ainda estão a casinha de madeira construída para Fofão, junto com o pote de água e a almofada colocada no banco dos taxistas. “Era um gato livre, como qualquer outro de rua, mas fazia companhia pra gente entre uma corrida e outra. Está fazendo muita falta pra gente”.

 

 

Os taxistas não conseguiram tirar as coisas de Fofão do ponto (Foto: Marcelo Victor)Os taxistas não conseguiram tirar as coisas de Fofão do ponto (Foto: Marcelo Victor)

Inicialmente, ele, Pedro, Ênio e Ademir – os quatro taxistas que se revezavam para cuidar do animal, entre os 14 que dividem o ponto – queriam enterrar o Fofão ali mesmo, onde já está outro gatinho que o grupo adotara, e morreu há cinco meses, mas segundo Otacílio, o vizinho que o encontrou se recusou a entregar o bichano.

“Aqui já está o Pretinho, que era outro gato que passou um ano com a gente, até ter um mal súbito, e morrer. O Fofão cuidava dele, defendia, acho que ia gostar de ser enterrado aqui”, diz.

A suspeita do grupo é de que uma vizinha, que há tempos “se incomodaria” com o gato nos arredores, e fato de que os taxistas estimulavam a permanência de animais por ali, alimentando e abrigando-os, seja a culpada.

“Teve um episódio em que essa mesma pessoa tentou envenenar o Fofão. A sorte é que ele foi socorrido a tempo, por um veterinário que mora no condomínio e nos ajudou”, lembra Otacílio.

Como não passa de especulação, a intenção é registrar boletim de ocorrência. “E torcer para que a Polícia se esforce para ajudar, olhe câmeras, qualquer coisa que possa ajudar”. Ele ensaia para dar a notícia para Ênio, o principal cuidador de Fofão, e que está de férias. “Vai ficar muito abalado, sei disso. Mas vamos conversar e decidir como proceder”, explica.

Agora, ele espera que outro animalzinho de rua passe pelo ponto. “Será muito bem vindo, ótimo para nós, porque o Fofão está fazendo muita falta. Já tem até ração, já que sobrou a dele”, espera Otacílio.

Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...


Tem que ir atras do culpado mesmo, é uma pena que a policia não vai dar muita atenção para o caso, assim como ocorre com os animais achados mortos nas proximidades do parque dos poderes, mas tem que ser feito alguma coisa.
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 15/07/2014 08:53:15
Meu Deus!! Que absurdo, como alguém tem coragem de matar um animal tão lindo? Pra que tanta crueldade?
Que o fofão descanse em paz e que a justiça seja feita.
Meus sentimentos aos taxistas.
 
Francesca Marise Costa de Araújo em 15/07/2014 08:04:58
Não posso entender como um animal com tanto carinho pode gerar revolta em alguém, esse tipo de pessoa tem de ser penalizada, os motoristas que ali trabalham não podem deixar barato DEVEM ir a delegacia e formalizar uma queixa de crime sim, pois temos delegacias para isso ! Moro próximo ao hospital e vi como o gatinho era carinhoso e liiindo, não pode ficar assim!
Espero ver resultados aqui mesmo sobre esse caso!
 
sandra regina lima fernandes em 14/07/2014 21:05:45
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions