ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 19º

Cidades

Carros envolvidos em suposto racha vão passar por perícia amanhã

Por Paula Vitorino | 16/06/2011 19:29

Perícia pode comprovar o racha. Depoimento de motorista da Caravan e duas testemunhas foram colhidos hoje

Acidente matou um e deixou três gravemente feridos. (Foto: Lucimar Couto)
Acidente matou um e deixou três gravemente feridos. (Foto: Lucimar Couto)

Os dois veículos envolvidos no acidente da Avenida Interlagos no último sábado (11), que matou uma pessoa e deixou três gravemente feridos, devem passar por perícia nesta sexta-feira (17). O objetivo é concluir se a Caravan e o Chevette estavam disputando um racha.

De acordo com o delegado Wilton Villas Boas de Paula, responsável pelo caso, o motor do Chevette será encaminhado para a perícia logo pela manhã. Já no período da tarde um perito irá fazer uma perícia complementar na Caravan para analisar os pontos de impacto do veículo.

“Com isso será possível comparar os depoimentos das testemunhas e envolvidos com o que realmente aconteceu para saber se estão falando a verdade. Vai ser possível checar onde e como o veículo bateu”, explica.

Já a perícia no Chevette quer verificar se o motor foi adulterado para disputas de racha. “É mais um complemento que pode ser utilizado na investigação”, afirma.

No entanto, a análise do motor não tem prazo para ser concluída. A perícia depende de um equipamento que não tem na Capital, mas já está sendo providenciado, segundo o delegado.

A perícia também está analisando pontos como a velocidade dos carros e outros fatores obtidos a partir de análise no local do acidente.

Depoimento - Nesta tarde, o delegado Wilton foi até a Santa Casa para ouvir a declaração do motorista da Caravan Emerson Gonçalves Bureman, de 22 anos. O testemunho demorou ao menos duas horas, mas o conteúdo não foi revelado.

“Só vou revelar conteúdo de depoimento depois de concluir as investigações”, adiantou o delegado.

Ainda nesta tarde, foram ouvidas duas testemunhas do caso. Segundo Wilton, são pessoas que conhecem os envolvidos que estavam nos dois veículos.

Outros depoimentos de testemunhas devem ser colhidos nesta sexta-feira. Até agora já ouvidas sete pessoas.

Segundo o delegado, a maior dificuldade é encontrar testemunhas que presenciaram o acidente.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário