A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

04/12/2009 12:00

Caso Dudu: Perícia não conseguiu extrair DNA de osso

Redação

A perícia não conseguiu extrair DNA dos fragmentos de ossos apontados como sendo do menino Luiz Eduardo Gonçalves, o Dudu. O material foi encontrado em um terreno na saída para São Paulo.

Conforme a coordenadora-geral de perícias, Ceres Maksoud, a amostra foi analisada em Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Bahia. "Também foi levado a Brasília, durante um seminário sobre extração de DNA". Contudo, as amostras estavam calcinadas, ou seja, foram expostas a altas temperaturas. Segundo ela, as amostras foram devolvidas à Polícia Civil.

Cinco pessoas foram acusadas de envolvimento na morte do garoto. Três adolescentes foram condenados a três anos de internação na Unei. Já Holly Lee de Souza e José Aparecido da Silva Bispo estão presos, aguardando decisão se irão a júri.

Conforme conclusão da polícia, em 22 de dezembro de 2007, Dudu foi surpreendido por Holly e mais três adolescentes quando estava na rua Clevelândia, no Jardim das Hortênsias. Eles o espancaram com socos e chutes.

Inconsciente, o menino foi levado para a casa de Cido, onde apanhou mais. Depois, Dudu foi levado para um terreno baldio do bairro, onde foi agredido até a morte. Um mês após o assassinato, o corpo de Dudu foi desenterrado, cortado em pedaços e queimado.

Câmara de Vereadores entrega meio milhão de reais em emendas parlamentares
A Câmara Municipal de Costa Rica, a 305 quilômetros de Campo Grande, realiza nesta segunda-feira (dia 11) três sessões, duas delas especiais. Às 14h ...
Município de Itaporã comemora 64 anos de emancipação neste domingo
Conhecido como Cidade do Peixe, Itaporã, distante 227 km de Campo Grande, comemora 64 anos de emancipação neste domingo (10). A prefeitura municipal ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions