A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

29/02/2008 14:06

Cesp falta a reunião com reassentados de Brasilândia

Redação

Moradores dos reassentamentos Novo Porto João André, Pedra Bonita e Santana, em Brasilândia, tiveram mais uma tentativa frustrada de encontro com representantes da Cesp na tarde de ontem. O grupo cobra medidas compensatórias que há anos deveriam ter sido realizadas pelos prejuízos causados à comunidade com a implantação da Usina Hidrelétrica Engenheiro Sérgio Motta, no rio Paraná, na divisa com São Paulo.

Como forma de compensar a inundação das áreas ribeirinhas e a submersão das jazidas de argila, que serviam como matéria-prima para produção de tijolos e telhas, atividade principal na região, a Cesp assumiu compromisso de implantar toda estrutura necessária para o reassentamento das famílias em outra área. Mas sequer as casas prometidas foram concluídas. Também não foram construídas as prometidas áreas de lazer, a iluminação pública e deficiente e não existe escola.

Nesta quinta-feira, a reunião deveria servir para que a comunidade apresentasse as reivindicações e para a Cesp justificar o atraso nas providências, mas a Companhia não enviou representantes.

O encontro acabou reunindo apenas comunidade afetada, vereadores e o prefeito de Brasilândia e serviu para definir pontos que serão repassados durante audiência sobre o assunto que, segundo o grupo, foi confirmada para o próximo dia 3 com o governador André Puccinelli..

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions