A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Agosto de 2018

05/09/2010 12:13

Chile quer extradição de sequestrador transferido a MS

Redação

O governo chileno tenta a extradição de Mauricio Hernández Norambuena, que participou no Brasil do sequestro do publicitário Washington Olivetto, em 2001 e atualmente, cumpre pena no Presídio Federal de Segurança Máxima, em Campo Grande.

Norambuena estava na unidade de Catanduvas, mas foi transferido no dia 2 de setembro para Mato Grosso do Sul, segundo entidades de Direitos Humanos do Chile que pedem pela libertação do preso.

O presidente do Chile, Sebastián Pinera, garantiu que o governo "fará o necessário" pela extradição, porque Hernández é condenado por ser autor intelectual do assassinato do senador Jaime Guzmán, em 1991.

"Nós vamos fazer tudo o que for necessário para que os que assassinaram o senador Jaime Guzmán enfrentem a Justiça", prometeu Pinera.

O militante de grupo Frente Patriótica Manuel Rodríguez no Chile, foi condenado a 30 anos de prisão pela Justiça brasileira.

Guzmán fundou o partido União Democrata Independente (UDI), estreitamente ligado à ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990), situação política que teria motivado o crime.

Pelo assassinato do senador de direita e pelo sequestro de Cristián Edwards, filho do proprietário do conglomerado jornalístico El Mercurio, Hernández é condenado à dupla prisão perpétua no Chile. (Informações da Folha de São Paulo)

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions