A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Janeiro de 2018

15/04/2009 11:46

Cimi avisa André: índios "não esquecerão seus algozes"

Redação

Em nota publicada nesta quarta-feira no site do Cimi (Conselho Indigenista Missionário), o membro da entidade, Egon Heck, critica a atitude do governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB), de pedir a suspensão do processo de demarcações no Estado e avisa: "os Kaiowá Guarani não esquecerão de seus algozes, de ontem e de hoje".

Citando matéria publicada pelo Campo Grande News , que trata da decisão do governador de protocolar pedido de suspensão do processo de demarcação em Mato Grosso do Sul, Egon afirma: "o governador do Mato Grosso do Sul, tem se esmerado desde o início de seu mandato, em ser fiel ao seu grupo do agronegócio e seus apadrinhados da elite política e econômica regional" e acrescenta: "Sua fama de persistência e intransigência antindigena se espalhou pelo mundo".

O missionário critica o que classifica de "cruzada pelo desenvolvimento do agronegócio, da implantação das usinas de álcool" e lembra o governador que "foi eleito para governar para todos e não apenas para garantir a acumulação e privilégios de uma minoria". Citando a constituição, Egon afirma que há mais de 20 anos as terras deveriam estar demarcadas.

Ladário é a primeira cidade a receber Carreta da Justiça em 2018
O calendário de viagens da Carreta da Justiça, projeto do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), foi retomado nesta segunda-feira (22), c...
Prefeitos mobilizam Assomasul por adiamento do ano letivo no Estado
Com estradas destruídas pela chuva, prefeitos de 21 municípios pressionam a Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul) para requerer...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions